menu-topo

Os produtos de beleza que compro no supermercado

sábado, maio 18, 2019

Muitas vezes, quando partilho algumas dicas da minha rotina de beleza, as pessoas perguntam-me sempre onde é que eu compro tudo. Óbvio que depende muito e que a minha escolha depende da minha vida e por isso muitos deles vêm do supermercado, misturados com as compras de comida e de limpeza da casa. 

Se houve um tempo em que era incapaz hoje em dia tenho total confiança nestes produtos e sou mesmo viciada em alguns.

Por exemplo, o óleo de Argão para as pontas secas é uma coisa que nunca falta cá em casa e que até o uso já na minha filha mais velha. Uma coisa que descobri a pouco tempo foi o protetor de cabelo para quando faço caracóis com o modelador.

Ultimamente tem sido assim que me penteio e a importante protegermos o cabelo antes de pormos uma coisa quente e este produto é incrível. Não só por tens o cabelo como sinto que o penteado dura mais tempo. Fica a dica para quem usa ferros ou babyliss. São tudo produtos Cien do Lidl que adoro.

Também tenho o creme Q10 anti-rugas que tem uma ótima relação qualidade/preço. Depois já usei a máscara de pestanas à prova de água, batom mate, lápis de olhos. Amo também a máscara de cabelo que tem um cheiro maravilhoso. Deixo a máscara 30 minutos no cabelo antes de tirar e o meu cabelo tem andado outro, mesmo com o uso do ferro.Também há uma gama de champô e amaciador novos muito bons mas não tinha agora cá para vos mostrar.

Adoro poder resolver a minha vida rapidamente e hoje em dia realmente está tudo muito mais facilitado com as superfícies a apostarem na qualidade dos seus produtos. 

Vocês usam algum produto do lidl que eu não tenha descoberto ainda?





Vi uma mãe a pedir uma amiga no Facebook

segunda-feira, maio 13, 2019
Hoje de manhã acordei e, numa breve passagem pelas notificações, vi que uma mãe tinha escrito um post no grupo de Facebook das mães de Cascais onde pedia uma amiga.
Lá dizia que não precisava de uma psicóloga mas de alguma pessoa com quem pudesse partilhar alguns momentos da sua vida.
Qual não foi o meu espanto quando nos comentários a seguir, porque fiquei curiosa e fui espreitar, várias mães concordavam e falavam até de criarem esse grupo e combinarem algo entre elas. Falavam de como se sentiam sozinhas, de estarem sozinhas com os filhos, de não terem programas, ou uma conversa...
Nunca antes fomos tão globais e estivemos tão sozinhos. Nunca antes estivemos estão presentes e, à mesma, tão ausentes...
Senti uma enorme empatia por esta mãe e por todas as outras que comentaram.
Apesar de eu ter amigas (não são imensas mas são suficientes) sinto que muitas vezes o tempo passa e não estamos juntas. Mas também eu já me senti sozinha. Ainda para mais porque não sou a dos grandes grupos. Tenho uma aqui, outra ali,... 
Os dias de semana são a correr, os fins-de-semana reservados para a família, E a vida passa e nós, mães mulheres, estamos sozinhas. 
Talvez também por isso me tenha lembrado de escrever o Socorro sou mãe , o Socorro! Eles crescem tão rápido..., ou de lançar a Revista Tribo. Tudo sempre com a intenção de que pudéssemos sentir que não estamos sozinhas.
Depois os filhos crescem e não construímos. Não consolidámos a nossa esfera social para gritarmos a pedir socorro. Demos muito e pedimos e juntámos pouco.
Por isso vos digo que é preciso mantermos essas amizades. Ou criarmos de raiz. Sem vergonhas! As verdadeiras, aquelas raras, as melhores. As que não nos deixam sentir sozinhas.
E ainda bem que esta mãe fez este alerta publicamente porque nos faz pensar um bocadinho em todas nós e em quem está à nossa volta. E em vez de se fechar no seu silêncio, com esta partilha fez algo de muito importante.

A miúda que faz anos todos os dias.

quarta-feira, maio 08, 2019
Todos os dias a minha filha acorda a dizer: Bom dia!!! É o meu aniversário!!!
É uma coisa tão simples mas que me deixa sempre logo bem disposta pela manhã porque para ela a vida é uma festa. (Mas em versão rock, claro!)
Termos filhos felizes é talvez a maior alegria que podemos ter. Houve fases em que já senti os mais velhos um pouco mais tristes e não estava habituada.
Quando são mais velhos começam os problemas típicos, na escola, com professores, amigos, algumas inseguranças e lá se vai esta magia dos primeiros anos. 
Por isso, estou sempre a tentar recuperar essa alegria que se vai perdendo naturalmente mas que eu quero que se mantenha sempre em toda a vida deles.
Posso dizer com toda a convicção que sou uma pessoa feliz e que apesar dos problemas comuns a toda a gente gosto de acordar todas as manhãs. E acho a vida uma benção.
Trabalhar a resiliência é muito importante nas crianças, e até em nós, para que até nos possamos deitar tristes mas que possamos ir arranjar forças para acordarmos prontos a enfrentar até os piores momentos.
Ter uma miúda que todos os dias diz que é o seu aniversário é logo uma boa motivação. ;)

A (mega) Sharan da Volkswagen

terça-feira, maio 07, 2019
Já andávamos a falar com a Volkswagen há algum tempo para uma ocasião de experimentarmos a Sharan. Ir para o Zmar foi a desculpa perfeita para dizer aos senhores que estávamos prontos para a experiência. E assim quem andar à procura de um carro gigante fica já com umas luzes sobre este.
Resolvemos então, apesar de sem o meu marido e de serem apenas dois dias, não fazer economias aos objectos a levar. 
Um malão gigante, 2 bicicletas (não vale a pena levarem para o Zmar porque se aluga tudo, até carrinhos para toda a família), uma trotinete, 3 cadeiras as 3 com Isofix.
Baixámos os lugares de trás, fica mesmo um espaço enorme para levarmos coisas,  e as três cadeiras foram, à larga, no banco do meio. Só para verem a qualidade... Não sei se mais algum carro tem esta capacidade. Os de trás também podiam levar mais duas cadeiras (com isofix) caso não precisássemos de uma mala tão grande. Mas quisemos ir à bruta. Dá para levarem massagens lá atrás e até fazer filhos em modo luxo. ahah
Adorei, claro, ser de caixa automática. Acho que na estrada há dois tipos de condutores. Os da caixa automática e os da manual. Os primeiros (que não é o meu caso) são muito mais felizes. ;)
Para lá e para cá (e mais umas voltinhas) não gastei meio depósito de gasóleo. Achei mesmo económico. 
Depois há inúmeros extras como o teto panorâmico que os miúdos amaram óbvio. Alta voz, wifi e segundo percebi até dá para ter internet.
Para mim os grandes pontos altos, para além do espação, foram:
  1.  Um botão no comado que abre portas e malas com um toque só.
  2.  Ou a bagageira que abre com um sensor com o pé caso tenhamos as mãos ocupadas.
3. Para mim a cereja no topo do bolo foi o Cruise Control Adaptativo integrado que é como ter um assistente que controla o trânsito e trava conforme a velocidade do carro da frente. 
O ponto mais fraco talvez seja o design exterior mas até isso eu gosto. Acho familiar e muito versátil para todas as ocasiões. Ah e não se lavar sozinha.;)
Fiz uma viagem incrível e os miúdos não queriam devolver o carro. 



Fim de semana de mãe sozinha

segunda-feira, maio 06, 2019
[Vou provar-vos que os blogs não morreram. Só aqui conto com detalhe o que me vai na alma. Só aqui as fotos aparecem gigantes e dá para apreciar/criticar o trabalho de fotografia. Só aqui o tempo passa devagar. ]
Fui com os três para o ZMAR. Sabia que não ia ser fácil sozinha. Mas difícil não significa que não tenha sido maravilhoso. Foi!
Passei tempo com os três sem delegar. Parece que não mas isto dota-nos de uma atenção triplicada, mas também de um amor enorme.
Estive obviamente mais focada na Madalena, que é afoita e não saiu das piscinas. Os outros tiveram mais liberdade, até porque já conhecem este sítio como as palmas das suas mãos. Acho que a idade deles é incrível para este conceito, porque podem ser livres ainda que controlados. 
 De dia não parávamos, de noite aninhávamo-nos e queixávamo-nos de saudades do pai.
Mas na verdade foram dois dias m muito importantes.
Acho que principalmente para o Duarte, que andava mais rebelde comigo. 
Claro que isto é um espelho de mim, de como está a minha relação com ele. Se a Maria é super constante, o Duarte oscila muito. E com a Madalena a exigir tanto acabo por ser mais dura e impaciente com ele. E é como ele se torna para comigo. 
Sei que somos o reflexo neles. Estar calma fez logo um miúdo diferente. 
Foram só mimos. E acho que isto nos ligou ainda mais.
É bom para trazermos para casa o sentimento e o irmos buscar quando andamos mais tortos.
O fim de semana foi incrível e podem ver mais coisas no instagram.
Houve imensas atividades (não consegui fazer nem metade porque eles insistiram na piscina claro) mas houve yoga para bebés, tetro, alimentar os animais, slide, baloiços, conto, meditação, caça ao tesouro.
Por ser dia da mãe recibi imensos presentes, como o livro do Chakall que também foi lá dar um workshop, saladas vitacress, produtos Dr.Organic, cremes e campos da mustela para eles, Yoggi teas e cereja no topo do bolo um kit da Rituals que amei.
Se é para voltar onde fui feliz, então fiz bem. <3