menu-topo

Entre peixes e morrer na praia...

quarta-feira, junho 27, 2012

P.S. Caí no erro de dizer à minha filha que o sushi morreu.


Achei que era a altura certa já que noutro dia


 o Ruca enterrou um pássaro no jardim


e finalmente ela percebeu que o Mufasa,


 o pai do Simba,


não partiu só as costas naquela queda vertiginosa.


Wroooonggg!!!!.


Não porque não querer responder,


 já que sou adepta da verdade,


mas porque ainda não pararam as perguntas,


algumas que nem entendo...


Estou há duas horas a suar do buço


a desdobrar-me em mil explicações


e a tentar explicar para onde foi o corpo e a alma,


o que é a morte,


se afinal está na terra ou no céu


e se lá os peixes voam...


Definitivamente isto vai ficar para mais tarde...


Talvez quando lhe mostrar o filme do Bambi


- o meu maior trauma de infância -


que terá de vir acompanhado


de uma abordagem muito sensata e inteligente.



Entretanto...


Aqui em nervos com este Portugal-Espanha.


Hoje fartei-me de ouvir que não tínhamos hipótese e


 quero dizer (muito!!!) que não concordo.


Esta nossa compulsividade bipolar,


que vai do ora somos os maiores,


ora somos lixo e abaixo de lixo qual quota da Moody's,


não está a dar com nada!


Mas que raio de galinha é essa melhor que a nossa?!


 - Irra! Que temos alpista na cabeça mesmo! -


Pois na fase de apuramento percebeu-se claramente que nuetros hermanos


têm quotas na UEFA


e por mais que me custe despedir-me do Casilas


- cá em casa já se convive bem com este galo -


acho que merecíamos dar-lhes uma sovita.


Cá para dentro, a chapadinha final seria mais uns golitos do Cris


para que não ande sempre a saltar de besta a bestial


e a voltar à casa da partida outra vez num ápice.


Se hoje ganharmos acho que o coitado do Marquês se vai estatelar cá em baixo.


Se perdermos, God!!!


Lá virá um enxorrilho de assobios, desdém, tristeza, mágoa, insultos.


Temos de aprender a estar no bom e nos maus momentos.


A não cantar só o hino antes do jogo.


E a não culpar um só jogador na derrota, quando para a vitória


aclamamos 11 por todos e todos por 11.


Vamos Portugal e Portugueses!


Orgulho é uma cena bem boa e bonita!


E por mais que me custe (ou não):


Adios Iker!


(E tenho muita esperança que isto do meu peixe ter morrido hoje não seja sinónimo de que vamos meter água!)

3 comentários:

  1. Vai correr bem !!!!! Temos que acreditar sempre :)
    Quanto à morte do Sushi...já passei por isso e segui sempre a velha máxima de que quando eles perguntam, estão preparados para ouvir as respostas...

    Beijinho grande e vamos torcer muito pelo nosso País !!!!

    ResponderEliminar
  2. é uma fase complicada! a catarina ainda não tem idade para entender o significado da morte...é facilmente enganada! tinhamos um vizinho cão...o cão zé manel que faleceu há uns meses ... a história foi que o zé foi fazer uma viagem para as estrelas e foi ver a lua.....agora cada vez que vê a lua e as estrelas diz : - o zé nas estrelas! ....é a inocência pura!

    beijinhos e boas tentativas de explicação!!

    ResponderEliminar
  3. O Bambi também foi um grande trauma para mim. Mas honestamente, ainda não superei o do Mufasa. Calha de ver o filme é choro na certa.
    Que pena o Sushi ter falecido. Mas 8 anos é muito tempo para um peixinho :)
    Boas explicações, na medida do possível!

    Beijinho

    ResponderEliminar