menu-topo

Up!...

sábado, julho 28, 2012

Estou aqui que não posso com estes 9 minutos


- talvez os melhores 9 minutos de todos os filmes de animação -


e a tentar explicar à girl porque é que a senhora


foi para o céu e o senhor não foi com ela...


Ai a morte, a morte!


Tenho um esquema simples:


a verdade!


Claro que nunca à bruta mas sempre a verdade.


Afinal a morte faz parte da vida, não é?


A senhora estava velhota, ou doente e morreu.


(E quando ela perde o bebé?! Que terror!)


Enfim, custa!


Como custa ver este trailer...


Boy ainda com febre,


hoje que a minha sobrinha


- filha da minha irmã -


faz 1 ano!


Festa de arromba e vamos lá ver como se organizam as coisas...


Não é sempre assim?!


Fazer planos com bebés em casa


é sempre aquele mergulho no charco...


nunca sabemos quando saímos com um sapo


em cima da cabeça.


Enquanto isto, este UP! Altamente


já consta na lista desta manhã.


- acordaram às 7h -


Eu não descolo a pestana do écran.


A história de amor, a aventura,


um coração a derreter que nem manteiga por uma criança,


memórias, memórias, memórias...


Elááá!! É que isto em vez de me pôr UP,


não sei se não me deixou um bocado deprimida!;)))


Beijinhos lindas e bom fim-de-semana!

1 comentário:

  1. A morte é o tema mais difícil de explicar a um filho! Enquanto é só nos filmes... agora quando se trata de perdermos alguém que nos é muito próximo, aí complica mesmo! Tive esse problema com a Carolina quando ela tinha 4 anos, a melhor amiguinha de escola caiu do 6º andar, foi horrível, tudo se desmurunou, na escola , em casa, com todas as famílias que estavam ligadas com aquela criança! Fez-me mil e uma perguntas! duvidas e mais duvidas! E o mistério: afinal para onde foi a Maria?!!
    Mas chega de tristezas, porque hoje é dia de festa Rita, a sua sobrinha faz 1 ano! Divirta-se e dê-lhes muitos miminhos!
    Bom fim de semana e as melhoras do Boy!
    Bjinhos

    P.S. Leia a história que contei no meu ultimo post, tenho a certeza que vai gostar ♥

    ResponderEliminar