menu-topo

Semana Internacional do Aleitamento Materno 2012

quarta-feira, agosto 01, 2012

Começa hoje, termina a 7


e devia ser falada, discutida e apoiada SEMPRE!


Pode ser uma das maiores aventuras da maternidade,


com caminhos sinuosos e cheio de obstáculos,


mas quando corre bem...


é só a melhor experiência do mundo.


Não vou estar com sermões das vantagens,


até porque na minha primeira filha,


a coisa não foi espectacular.


Daí, no segundo, questionei


porque é que não tinha aptidões para uma


das mais naturais, normais e bonitas sensações do mundo.


A conclusão foi:


FALTA DE INFORMAÇÃO!!!


Nada mais.


Os problemas são os mesmos,


todos iguaizinhos,


também há dores, desconforto, cansaço,


mas se soubermos agir,


aquele início


que normalmente ocupa o primeiro mês


(e que pode ser a pior experiência do mundo)


torna-se o melhor.


Nem sempre funciona,


nem sempre só a vontade chega,


nem sempre se está para aí virado,


mas é uma grande ajuda.


E por isso, estou feliz por estarmos a comemorar esta semana.


É como quando um bebé se ri pela primeira vez,


...nasce uma fada. (by Sininho)


quando há uma palavrinha sobre a amamentação,


...mais uma mãe pode amamentar!


Podem ver o que se vai passar aqui!


 

4 comentários:

  1. Por muito que faças um curso de preparação pré-parto uma mãe precisa de ajuda quando chega o momento, quando se depara com os problemas a dar de mamar,,, com os seus problemas, diferentes em cada mãe. E o que precisa é de ajuda, de carinho, atenção, que tudo lhe seja explicado com muita calma e sobretudo de informações mais coerentes e mais unânimes... não de uma enfermeira a dizer para fazer A, a segunda para fazer B e uma terceira que se calhar vem dizer que não é nada assim, você não está a fazer bem, mude lá isso, o seu bico é pequeno, por este andar o bebé precisa de suplemento ou coisas do género. Infelizmente é assim... E a subida do leite a maioria já a passa em casa e fica sem saber o que fazer... a mim custou-me mais do que o parto!

    Passei mal da primeira, mas lá acabei por conseguir fazer as coisas à minha maneira - mamilo de silicone sempre e pelo menos nenhuma das duas se queixava... a mim não me doía, ela mamava bem! Mas ainda ouvi umas bocas de que 'as mães de hoje em dia precisam destas modernices'!!! Viva as modernices!!! Da segunda correu melhor, já sabia ao que ia... nem usei mamilo de silicone, já era uma pró naquilo! Mas no inicio as mães precisam de muita ajuda e muita compreensão, mas isso falta muitas vezes!

    bjs

    ResponderEliminar
  2. Eu tive a sorte de ter uma pediatra, dedicada à amamentação, do meu lado. Felizmente consegui! E continuo. ;)
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Consegui amamentar os meus 2 filhos sem problemas. O único problema mesmo foi a falta de ajuda para o resto tive dois comiloes que mamaram de 2 ou de 3 em 3 hora, dia e noite durante os primeiros meses. Do segundo filho só me apetecia desistir tal era o cansaço. À volta vao achando que faz parte e se sou mãe tenho de \"aguentar\". Mais solidariedade com a mamã é o que se pede.

    ResponderEliminar
  4. O meu filho tem 4 meses e meio e é alimentado desde que nasceu exclusivamente com leite materno.
    Cada dia foi uma conquista!
    Desafios ultrapassados: desde a subida do leite, ao colocar creme no corpo e o bebé rejeitar a mamã, a ter retomado o trabalho quando o Henrique fez 2 meses e meio.
    Mas com muito amor e trabalho de equipa tudo se ultrapassa!
    Com a paciência do companheiro que quando estou no trabalho, dá o meu leite ao Henrique num biberão especial para aleitamento materno e a gere as horas para que seja eu a amamentar o maior número de vezes, sempre que saio do trabalho!
    4 meses e meio, a trabalhar desde os 2 meses e meio e o Henrique vai pulando de percentil em percentil só com leitinho da mamã e muito muuito amor dos seus papás!

    ResponderEliminar