menu-topo

Monstros debaixo da cama!

quinta-feira, dezembro 13, 2012
Pronto! 
Agora andamos nisto... 
Há umas semanas começou a frase que tem feito parte dos nossos dias e,
principalmente, (mega suspiro...) das nossas noites.
Já temos luzes de presença espalhadas pelo quarto
que parece uma discoteca e nem assim...
Andei a ler umas coisas e descobri que
O MEDO pode começar a aparecer por volta do ano e meio
(mais intensamente aos 4/5 anos) e durar até à adolescência...
(Senhores, quererá isto dizer que tenho
mais 10 anos de noites mal dormidas?!?)
Pequeno à parte:
Lembro-me tão bem quando era pequena
e vivíamos numa casa enorme, antiga,
típica da Lisboa antiga, com chão de madeira
 a minha irmã e eu acordávamo-nos para ir com a outra
 à casa de banho que ficava na outra ponta
e que a cada passo nos lembrava um filme de terror.
Voltando:
Gostava de voltar ao tempo em que o medo
era uma "cena que não assistia" à girl,
até porque, já se sabe, não serve para nada e só nos atrapalha a vida.
A coisa está de tal forma que até já o boy tem medo do escuro. 
A verdade é que, ter medo, faz parte do crescimento
 e os pais têm um papel fundamental na criação de armas para o combater. 
O medo está ligado a uma parte muito bonita
e importante das crianças que é a fantasia...
e às vezes, esta fantasia viaja até à floresta
e anda por lá perdida entre ramos, sombras e barulhos assustadores...
Ora que os pais têm de lançar uma cordinha e resgatar os filhos da escuridão.
Eu que não sou de ficar parada a ver
o Papão azucrinar a vida dos meus filhos encontrei...

10 dicas para vencer
os monstros debaixo da cama!
1. Não ignorar. Não fingir que as bruxas não existem
- até porque que as há, há!
2. Conversar e tentar perceber que tipo de monstros são,
o que fazem, se têm pêlo, se sofrem de obesidade,
se cheiram mal da boca, enfim... 
sacar todas as informações sobre esses safadinhos
e andar em cima deles.
- O meu marido está farto de ameaçar esses seres
de violência doméstica e, se eles não fossem tão grandes,
eu faria o mesmo! -
4. Ter muito paciência a explicar que o que existe de noite
 é igual ao dia.
5. Ter cuidado com a televisão (excesso e conteúdo)
e com as histórias que lhes contamos pode ajudar.
(E que histórias!! Há cada uma: Vai-te embora lobo mau,
tu aí não vais comer, vais cair no caldeirão e o teu rabo vai arder!
6. Brincar com eles no escuro, com uma lanterna,
 fazer sombras chinesas,
às escondidas, tornar o escuro banal e até divertido.
7. Dizer que os pais estão sempre ali e
que eles podem chamar quando quiserem e precisarem!
(Sim, temos de ser fortes!!! Arghhhh!!!)
8. A cama dos pais, neste caso, 
- este é sempre aquele tema polémico -
não vai ajudá-los a combater o medo
e a encarar os problemas de frente com os inimigos.
9. Desde que nascem habituá-los a dormir no escuro.
10. Em caso de medo, pôr uma luz de presença!
Há casos mais extremos que são os chamados de Terrores Nocturnos
 mas esses são mais sérios
(suores, tremores, incapacidade de se controlarem)
e já exigem acompanhamento profissional,
porque devem ser implementadas rigorosas rotinas de sono
e, às vezes, é mesmo preciso medicação.
Mas, no caso dos meus filhos é aquele medo mais básico
e comum que habita nos quartos das crianças por esse mundo fora. 
Por falar em medo - deve ter sido mesmo por estas historias do escuro
- apanhei esta conversa entre os dois:
Dizia o boy: - O Duarte tem medo!!
Responde a girl: - Tati, não tens de ter medo de nada!
 A mana está aqui!
Aiiiiiii eu é que tenho medo de os devorar de beijos!!

7 comentários:

  1. Ahahaha Rita! Deve ser um problema da sala deles então! O S. desde há umas semanas para cá só fala no Lobo Mau, na Bruxa má e no "Cagão" -> vim eu a perceber que era "Dragão". E está o tempo todo nisto!

    E eu que nunca lhe li historias dessas. Mas ele anda fascinado e adora. O problema é à noite.....

    ResponderEliminar
  2. Então mas não é que a girl e o boy até com medo são fofos!!!! Lindos!

    ResponderEliminar
  3. Olha lá em casa a *H gostava tanto da história do capuchinho que lhe comprei um livro pop-up... esquece... os pesadelos dela começaram aí LOL! Mas depois foram acalmando... há imensos livros que desdramatizam essa situação e nós liamos imenso... histórias à noite só de macacadas e palhaçadas, de fadas e princesas (omitindo as bruxas)... que o episódio do coração da Branca de Neve era muito difícil de engolir... :-) Depois vieram os "terrores"... mais difíceis de ultrapassar, gritava, chorava e nem acordava... mas duraram apenas uns meses, quando a +F nasceu as coisas melhoraram! A luz de presença é essencial... Já viste o coelhinho do Atelier da Tufi? Amoroso!

    Mas este livro também é um amor http://www.fnac.pt/O-Jogo-das-Luzes-Herve-Tullet/a625120 lá em casa anda em modo 'repeat' nos últimos tempos!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Cá em casa pode-se dizer que vivemos num filme de terror por causa dos medos.Ao ponto de estarmos numa crise que envolve toda a gente!O J. (agora com oito anos) continua a ter pavor de dormir no quarto dele e nem mesmo com o mano na sua cama a coisa vai.Posso dizer que ando um bocado p'ró desesperada com isto!!!Será que me poderia indicar o que leu sobre o tema, obrigada e um grande beijinho :)

    ResponderEliminar
  5. A B* tem 2 anos e também começou agora a fase dos medos..na semana passada acordou aos gritos com "bichos" na cama e não consegui que la ficasse de maneira nenhuma.No dia seguinte disse-me: "pêxe(peixe) cama, pés tizzzz(nome dela), dó dói". Acompanhou com gesto de morder o pé.
    Ao que lhe pergunto: o peixe mordeu os pés?Como? e ela "dentesss" e vai buscar o grande livro das princesas e aponta para o desenho da princesa que tem uns dentes medonhos!lol(como é que eles se lembram destas coisas tds?)(a culpa sera minha?porque lhe digo que a princesa ficou assim pq come mtos chocolates?God!)
    E pronto todas as noites tenho que mostrar que não há peixes na cama, depois pergunto(todas as noites) :Onde moram os peixes?e ela "Agua"!Tens agua na tua cama?ela:Não!Entao não pode haver peixes e os peixes são amigos.E Ela :"É!"
    E pronto depois de repetirmos nao sei quantas vezes esta conversa ela lá se deitae começa o monólogo:"Pexe, não há!Não!"looooool, tao querida!!!
    Apesar desta fase piranha na cama,lol, continua a dormir com o quarto as escuras...vamos ver...

    beijinhos

    ResponderEliminar