menu-topo

Sítios do (de)coração #1 (*)

terça-feira, março 11, 2014
Vintage Bazaar


A Vintage Bazaar nasce em Março de 2007, pela mão de Patrícia Nunes Pereira, com o objectivo de preencher uma lacuna no mercado do retalho em Portugal - o pronto-moda de qualidade, com design próprio, para entrega imediata.
Patrícia pôs mãos à obra e decidiu ir em busca de fornecedores competitivos, um pouco por todo o Mundo. Descobriu! Iniciou parcerias que ainda hoje mantém e decidiu criar uma marca que englobasse roupa mas também tudo o resto que adora. Criou acima de tudo, uma marca de lifestyle onde tudo é possível, desde que ela acredite…!
Actualmente, a Vintage Bazaar apresenta quinzenalmente aos seus clientes uma colecção nova, onde se pretende reflectir o equilíbrio entre aquele que é o conceito próprio da marca, e as tendências de moda do momento. Assim, a marca consegue aliar o seu estilo vintage, étnico e boémio às influências de cada estação.
Os clientes acreditam e esperam pela ousadia da marca, que aposta numa energia de cor e estampados. Segundo Patrícia "(…para mim, a vida não tem nada de cinzento!(…)" e a própria cor que escolhe para imagem da marca, o verde jade marroquino, é uma cor positiva, fresca e inspiradora.
Em 4 anos, a Vintage Bazaar conseguiu estar presente em mais de 150 lojas multimarca, em Portugal e Espanha, e abrir duas lojas próprias, uma em Santo Amaro de Oeiras, onde está a sede da empresa, e outra no Chiado, zona por excelência de Lisboa, onde tem feito um enorme sucesso.

*Nova rubrica do Socorro, que vai mostrar através de fotos, sítios por onde passamos que nos inspiram. Seguir-se hão dicas de comida, com restaurantes, cafés e outros, em espaço próprio. Coisas que já mostrávamos mas que agora vão ficar arrumadinhas. Hotéis e coisas bonitas quando houver espaço e tempo ;) para isso.


Fotos: Crush

Siga o Socorro! Sou mãe... e o Crush no Facebook e no Instagram

5 comentários:

  1. Para além de tudo o que vendem ser lindo, as lojas são lindas!! Adoro! ;)

    ResponderEliminar
  2. Rita, desculpe, mas o texto tem uma gralha: "seguir-se-ão dicas..." e não "seguir-se há dicas...". Não leve a mal, não publique o comentário, é só para si. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui que parvoíce... (acredita que nem dei por ela?!)
      Mil beijos

      Eliminar