menu-topo

Friends. [Will be friends]

sexta-feira, abril 25, 2014
Eu não era fotografa. Tornei, há dois minutos, um hobbie em algo mais sério, sempre um bocado a fechar os olhos e a imaginar que não é trabalho. É paixão. Mas paixão que já ocupa um bocado da minha vida.
Os meus filhos ainda vou fotografando, mas já há coisas em que me vejo a disfarçar como as festas de anos, de Natal e isso, ao alcance de qualquer telefone ou máquina pequena, para poder aproveitar e não estar sempre a ver a vida atrás duma lente.
Mas há uma coisa que faço questão. Quando estou com famílias amigas - com quem estou pouco - levo sempre a máquina. 
Acontece menos do que desejava mas fico feliz por poder oferecer um presente para a vida às minhas amigas, que como todas nós, mães/pais, não têm muitas, principalmente, onde aparecem.
A Rita é das minhas melhores amigas. Já nos zangámos, já reatámos, já nos afastámos, já estivemos tão próximas que nem era preciso falar para saber o outro lado. Já estivémos tão longe que parece impossível. Mas estamos juntas em todos os momentos mais importantes. Porque há amizades cheias de falhas mas que não falham. E porque sabe tão bem voltarmos sempre ao sítio onde fomos felizes. [e agora em versão + filhos e com outra forma de tolerar a vida e de ver que, afinal afinal, até nos saímos bem.]

Fotos: Crush 
Siga o Socorro! Sou mãe... e o Crush no Facebook e no Instagram

4 comentários:

  1. Olá Rita,

    Entendo bem o que diz (não faço disso profissão mas gosto muito, dediquei muitas horas em muitos anos à fotografia e depois é um contra-senso, se não levo a máquina é o alívio de não estar sempre a ver tudo pela lente, e a voltar e voltar a ligar e tirar tampa e a mudar as variantes e o balanço, e mete flash, e tira, para não perder o momento que já se está a avistar pelo que está a acontecer ali no canto, e mais à frente, e mais aquele etc etc...no entanto, ao mesmo tempo, se a não levo, estou constantemente a lamentá-lo, olhando o envolvente sempre sempre com aquele olhar fotográfico a ver um momento bestial ali que não posso perpetuar porque nao tenho a máquina. Enfim lolol...e lá está, sempre que estou com amigos com filhos (sou muito nova, os que conheço são amizades já pós maternidade lol), também sinto isso. E se fosse apenas disparar..mas depois é chegar a casa, escolher, editar, enviar. Um pouco fora do tópico, mas a bonita filha da sua amiga dá uns ares em algumas expressões que me fazem lembrar a Chloë Grace Moretz.

    Felicidades (quando os miudos se cansarem da tenda do tópico anterior diga, que eu envio-lhe a minha morada :) )

    ResponderEliminar
  2. Ja depois do comentário fui rever e caramba, foto 3, 4 e 8, sem dúvida que me faz lembrar a Chloë Grace Moretz

    ResponderEliminar
  3. Tem razão!!!! É mesmo!!
    Ahahahh mande morada sim que eu sou de passar coisas! Agora estão muito envolvidos...;) Mas se esperar..;mil beijos

    ResponderEliminar
  4. O seu filho Duarte é só dos miúdos mais giros e com cara de maroto que anda aí na blog esfera! Fico sempre com vontade de desatar a rir quando o vejo a fazer caretas! Delicioso! :)

    ResponderEliminar