menu-topo

Update!

quarta-feira, junho 04, 2014
Girl boy BUDDY! [O cão mais querido do mundo!]
Tem sido a grande atração dos últimos tempos. Em casa e na rua. Não há quem não pare para o ver, e soltam-se muitos ahhhhh-que-coisa-mais-querida. Pedem para tirar fotos, selfies dogfies, fica deitado de barriga para cima com mil crianças à volta a darem festas na barriga e adora... O Buddy é um conquistador nato e irresistível!
Anda para todo o lado connosco, já foi à praia, já foi a uma aula de ginástica ao ar livre que a minha Neuza deixou, à escola dos donos, ao jardim, levá-los à natação, ao supermercado, aos baloiços...
Os donos são os meus filhos, mas ele acha que não. Adoptou-me como mãe e, por isso, onde eu estou, ele está!
Não vale a pena ninguém chamar. Ele está colado a mim. E, por isso, é muito fácil andar na rua com ele sem trela. Não sai dali. Mas também não faz necessidades. Guarda-as bem guardadinhas para o pátio, sítio onde ele acha que eu já não posso fugir.
E, por isso, estes primeiros tempos são um processo. O Buddy tem 7 meses e temos de aproveitar para não deixar a idade interferir na aprendizagem.
Não chorou nenhuma noite, não estranhou, nem andou murcho. Tem ainda um bocadinho de medo, mas ainda não percebi se é só fase ou se é personalidade.
É um mimoso do pior. Só quer festas, beijinhos e colo. Já pensei pô-lo no sling e tudo mas tenho medo que seja humilhado pelos outros cães. Cães esses a que o Buddy rosna, independentemente do tamanho. Não sei se por medo, se por ciúmes ou se para os pôr no sítio, mas a verdade é que é muito cómico e toda a gente se parte a rir com este bebé armado em fera.
O Buddy adora dormir e coisas cómodas. Um puff lá de casa já é dele e os meus filhos passaram a ver tv do sofá o que me parece muito melhor para a visão deles. Ou seja, tudo coisas boas!
Mudou um boadinho a nossa rotina é verdade. Até porque tenho pena de o deixar muito tempo em casa - não que ele se importe. Vou mudar a hora do ginásio para ir a casa à hora do almoço e ontem os miúdos vieram passeá-lo ao final da tarde comigo... mas nada que não se faça.
Se pode ter sido uma loucura este compromisso a + ou - 14 anos?! Pode! Mas a paixão que temos pelo o Buddy já é tão grande que ninguém se lembra disso. (E de qualquer forma já tivemos muitas ofertas de babysitting em casa de emergência. Qualquer dia alugamos! ahahahah;)))




Sem comentários:

Enviar um comentário