menu-topo

Quero lá saber das tuas notas.

terça-feira, julho 08, 2014
Eu sei que o tema tem sido polémico, mas não há problema de discordarmos ou fazermos vénias de contentamento e empatias. O importante é o debate.
Mas [confesso] depois ver a nossa ideia, baseada num puro instinto, ser fundamentada desta forma  (e parecer que são palavras saídas da tua boca) diz-me que posso não estar tão errada assim.

[e é obrigatório lerem esta história]

Siga o Socorro! Sou mãe... e o Crush no Facebook e no Instagram



3 comentários:

  1. Ontem não tive oportunidade de comentar mas li e partilhei o post sobre os quadros de honra. Concordo com tudo o que disse Rita. Por um lado os meninos lutam pelas melhores notas mas também ficam frustrados e tristes quando não conseguem alcançar o objectivo. Tornam-se miúdos obcecados. É saudável? Penso que não... No meu tempo não havia quadros. Haviam filas. A da esquerda estavam os melhores, do meio dos suficientes e os da direita os que tiravam as piores notas. É quase a mesma coisa. Eu ficava triste por estar no meio, queria ficar na esquerda como é óbvio. Sentia-me inferior e entendia que eles eram mais inteligentes e eu uma burrinha de raciocínio lento.
    Outra coisa que detesto são os dias dedicados aos pais na escola em que os pais aparecem e passam o dia com os filhos. Ok, é giro e tal... e os que não podem sair do trabalho quando bem lhes apetece?!... Ficam os miúdos sozinhos a verem os amiguinhos com os pais. Acho terrível. Mas pronto, isso já é outra história.

    ResponderEliminar
  2. Todos nós preocupamos com o bem estar dos nossos filhos;) concordo consigo, mas tenho uma parte da minha mente sempre a apontar para a escola e para as notas.....
    A minha filha é muito feliz, tentamos motiva la, tentamos incentiva la, adora todo o mundo das artes, é expressiva, comunicadora como ninguém, e este ano entrou para a pré primária, pública, a escola onde eu andei;)
    Na altura de conhecer mos a professora chocou me o facto dos comentários dos outros pais, antes de entrarmos na sala... O burburinho devia se ao facto da professora ser surda....
    O ano passou e notei uma evolução muito positiva na minha filha, para além de saber falar por linguagem gestual;)
    E a professora ficou para a vida ;)

    ResponderEliminar
  3. Concordo e não concordo. Os quadros de honra, prémios de mérito ou seja lá o que for, são um orgulho para quem os recebe e para os pais, e não serão nunca discriminatórios se os meninos forem bem educados. Educados para saberem gostar de si e dos outros mesmo que os outros não estejam no quadro de honra. Educados para o respeito, para o amor, para a a vida em sociedade. O problema não são os quadros de honra ou as boas notas, confessem, todos os pais gostam de ver os filhos ter boas notas, e não me venham com tretas. Mas uma coisa é eles as terem porque são bons outra é terem porque os pais querem que tenham e porque não fazem mais nada na vida senão gerir a vida dos filhos para serem o que eles não foram. Carissimos, orgulho-me das notas do meu filho, mas sei que ele respeita todos por igual bons, maus, pobres ou ricos e também sei que ele é feliz, brinca e tem, as pernas cheias de nódoas negras. Não gosto de demagogias e pais que dizem ai eu não quero saber das tuas notas, não me acredito nisso muito sinceramente. Todos queremos saber, quanto mais não seja para os tentar orientar para aquilo que eles gostam de fazer (seja na escola ou não)....A chave está em EDUCAR e não deixar que outros o façam.Eu também recebi prémios de mérito e não sou nem um pouco discriminadora e acima de tudo respeito todos e tenho amigos de todas as "classes de alunos"....não sou nem um pouco "anormal" nem frustada como acima referem, só não faço inteiramente aquilo que gosto porque não sou rica e tenho de trabalhar, mas o que faço no trabalho gosto....perante estas histórias pergunto-me como é que os meus pais conseguiram....enfim.

    ResponderEliminar