menu-topo

O presente.

segunda-feira, outubro 20, 2014
Eles pedem e pedem e voltam a pedir. Usam tudo. Birras, amuos, respostas tortas. Palavras até!
Insistem, não desistem, levam até à exaustão. 
Às vezes parece que se esqueceram, mas não. Às vezes parece que desistem, mas não. É o presente que mais pedem. [Caprichosos hein?] Não partilham, não dividem e querem-no só para eles. E quanto mais têm, mais querem.
Este presente não tem uma data ou uma ocasião. Este presente está sempre presente. Ou devia estar.
Este presente dá-lhes confiança, auto-estima e desenvolve-os como nada o consegue fazer.
Com ele ficam bem. Não precisam de mil brinquedos ou mil distrações. É receita certa. Este presente não pode faltar em nenhuma casa, ou não devia faltar. Este presente não tem preço.
Este presente faz curar dores, mau-estar ou medos. Este presente torna-os responsáveis, bons alunos, boas pessoas. Este presente deve vir inteiro, ser resistente e não quebrado.
Este presente chama-se Mãe!

[Este presente também se chama pai]
Tenham tempo para eles. Um dia vão ter saudades .
Calças [muito à frente!] desta coleção,
Camisas de ganga da antiga 
E Botas e ténis Zippy

3 comentários:

  1. Texto muito bonito e tão verdadeiro! E sim, este presente chama-se Mãe e Pai; deveria ser assim em todas as famílias, embora em algumas, infelizmente, não seja bem assim... Tenho a sorte e a felicidade de poder dizer que na minha é assim! Parabéns pelas palavras tão bonitas e pelo sentimento e felicidade que transmitem.

    ResponderEliminar