menu-topo

Começar com duas coisas boas: ❋❋

quinta-feira, novembro 13, 2014
❋ Primeira:
Este blog que é para guardar nos favoritos e ler todas as manhãs para começar o dia a rir. às vezes pode não se concordar com tudo mas por isso há 3 escritoras para todos os gostos.
Segunda:
Este texto da minha mana querida que, por vicissitudes da vida, ficou desempregada grávida da primeira filha e agora continua em casa com o segundo filho. Eu [confesso] que tenho inveja, mas há sempre quem critique. [E fez-me lembrar este texto que vive sempre no meu coração]

2 comentários:

  1. Olá Rita, as pessoas têm sempre que criticar alguma coisa, não se pode ligar a tudo.
    Eu tal como a tua irmã também estou em casa por circunstancias da vida mas estou satisfeita com isso, e não voltarei a trabalhar enquanto as minhas filhas não forem mais crescidas. Aqui também há um pai que sai de casa ás 7h e volta já perto das 21h, mas muitas está fora se eu trabalhasse qual era o acompanhamento que as minhas filhas tinham? não obrigada, eu faço o que considero melhor para a nossa familia e quero lá saber o que pensam os outros?!
    Felicidades

    Maggie

    ResponderEliminar
  2. Aquando do nascimento do 2º filho fiquei desempregada e foi a melhor coisa que nos aconteceu. A tranquilidade e serenidade familiar que adveio da minha disponibilidade fez-me reconsiderar o ingresso no mercado de trabalho.
    Sinto muito preconceito, é verdade. Frases ofensivas como "dondoca", "não fazes nada", "anos de escola deitados ao lixo", são uma constante. Mas afeta-me pouco. Tenho absoluta certeza e convicção da opção que tomei.

    ResponderEliminar