menu-topo

Ao som do Tambor

segunda-feira, julho 13, 2015
Acho que fui só uma das milhares pessoas que deliraram com este post da Isabel. 
Era o sítio perfeito. Perto de casa, uma experiência e giro para toda a família.
Confesso que a parte que mais me cativou foi no site do Parque rural do Tambor dizer que escusávamos de perguntar se havia wifi. Mel!
Liguei, marquei e guardei a surpresa até ao fim, quando vi um papel que dizia: bem vinda Rita e família.
E foi quando tudo aconteceu. 
Desde andarem no pónei Xico Bento, de trator, a descascarem [deve haver outro nome para isto] maçarocas, a ordenharem uma vaca falsa [o único animal falso por estas bandas], a alimentarem coelhos e galinhas, a perdermo-nos num labirinto de milho iluminados de noite com lanternas, a dormirmos numa roulote de ciganos, a refeições caseiras num teepee, e tantas surpresas incríveis [proíbida de contar] que um dia pareceu 15.
Tudo isto graças à Mariazinha e ao Tio Zé, quem criou este sonho rural de trazer a vida do campo, a calma e sempre um sorriso, quando todo o mundo parece esquecido.
Acho que ficámos amigos para sempre e em setembro está prometida uma visita.
Não me perguntem se se dorme bem. Foi como pedras até ao dia seguinte, acordados por pavões à porta e por tantas coisas boas ainda para fazer.
São imensas fotos, eu sei. Quase como tudo o que lá fizémos e quase tão felizes como quanto ali fomos. Quase.








6 comentários:

  1. Que sonho!!! Não sei se é pelas fotos, pela felicidade estampada na cara deles, se a sua descrição... QUERO!!!

    ResponderEliminar
  2. Dinis logo que estiver com 1 ano e meio vai conhecer esse espaço! Obrigada Rita pela partilha. Adorei!

    ResponderEliminar