menu-topo

Filho, vais mudar de escola!

sexta-feira, julho 17, 2015
Isto não os enerva só eles. 
O momento em que se anuncia, como se prepara a mudança, como se adaptarão, como largam o cantinho, deixa-nos com os nervos à flor da pele. Principalmente se estão felizes onde estão. Mas a vida é isto e as mudanças trazem sempre lições.
Foi o que me aconteceu ontem. O boy, super agarrado ao seu grupo de amigos, e eu já a ver a vida a andar para trás e a marca de um grande trauma.
Confesso que estava um bocado stressada com a forma de como comunicar isto. Foi uma sorte e tinha de aproveitar esta entrada que não estava mesmo à espera. Ele é de dezembro e sabia que estaria no fim da lista. Mas entrou. [Paniquei!]
Fui ler - como faço sempre -  e aqui seguem umas dicas para o grande momento de anunciar a mudança. 
Nota: Surpreendentemente, apesar de dizer que ia ter saudades dos amigos e da educadora, ontem já foi ver a escola da mana, andou de escorrega, foi ao auditório, viu trabalhos, e já queria ficar. Está feliz! (Ufa!)

Dicas para ajudar o meu filho em qualquer mudança:

1. Ser otimista. 
Não vou com cara de drama e de tragédia anunciar isto. Ele vai achar que é uma catástrofe. Mostro-me confiante e até posso estar um bocado eufórica. Ele vai perceber que a mudança é para melhor e que não deve ter medo dela.

2. Certifico-me que ele é o primeiro a saber e por mim. 
Preparo um momento a sós.

3. Mantenho as rotinas habituais para que ele entenda que nada vai mudar e que o seu mundo está intacto.

4. Digo-lhe que não está sozinho. 
Mostro que estou aqui para tudo e que não vai perder amigos, vai só somar outros. E que vai ter novas brincadeiras e ser um crescido.

5. Vejo que atividades extra a escola tem para que ele se inclua nalgum grupo que o acolha.

6. Não corto relações com o passado. Nos primeiros tempos mantenha a ligação. Convide os antigos amigos para programas para que ele perceba que não deixam de ser amigos, apesar das mudanças.

7. Visito a escola, conheço os cantos à casa e quem lá trabalha. 
Se lá já andarem irmãos, família ou amigos tudo se torna mais fácil. Deixo-o ficar por lá a ambientar-se. Desta forma vai diminuindo a ansiedade e o primeiro dia de escola não vai ser uma incógnita, nem um momento de stress.

Beijinhos e boas mudanças!












8 comentários:

  1. Que está mudança\começo seja muito feliz . beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que a Rita escreve sempre para mim. obrigada! Estou a passar pelo mesmo e ando uma pilha.
    E parabéns por se preparar sempre tão bem e com tanta calma.
    Bj Maria João

    ResponderEliminar
  3. Vou guardar para o ano. ;)

    ResponderEliminar
  4. Rita, por aqui foi igual. Andámos a stressar o ano inteiro e quando lhe dissemos foi a coisa mais natural do mundo... Os pais complicam eheheheheh Beijos grandes

    ResponderEliminar
  5. Quando disse ao meu filho que ia mudar de escola ele aceitou bem, foi assimilando a coisa até ao dia. Quando a hora H chegou fartou-se de chorar, já à porta da sala nova. Durante semanas diziam-me que ele estava bem, mas em casa dizia-me que não tinha amigos. Mas tudo melhorou e hoje tem imensos amigos. Só ficou confuso em relação aos da escola antiga - não sabia que podiam continuar a ser amigos. Mas fiz por manter o contacto com eles e hoje ele percebe que pode ter amigos onde quiser :) Ou seja, no fim o balanço é muito positivo!

    ResponderEliminar
  6. Peço desde já desculpa se é uma pergunta indiscreta mas não tinha decidido adiar um ano a entrada na escola?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada indiscreta.;) ele este ano ainda vai para o pre escolar. No fim do próximo ano é que tenho de decidir se peço para o reterem ou se vai para o primeiro ano!;)
      A minha vontade (agora) é que vá o meia tarde possível mas vou esperar para ver como evolui. ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  7. O mesmo por aqui, este ano a mudança para a escola da mana. A doer mais no coração dos pais o voo da pequenina, que tudo faremos para que seja o mais suave possível. Bjs

    ResponderEliminar