menu-topo

O que me apetece nesta gravidez.

segunda-feira, dezembro 21, 2015
Imaginem a minha sorte. Sonho com verdes, sopas, fruta {tangerinas}. (E pão, queijo e chocolate preto com avelãs). Não ando com grande fome - que raio de gravidez esta - e obrigo-me a comer algo de duas em duas horas já com o meu querido médico quase a apontar-me uma pistola à cabeça.
Se um dia não como sopa, por exemplo, fico meia triste. Preciso dela, caseira, cheia de nutrientes, e às vezes repito.
Sei que na gravidez se fala muito em proteínas mas a mim puxa-me o pé para as vitaminas.
Gosto de comer em casa porque uso muitas coisas - tudo o que posso e a carteira aguenta - biológicas. E sei o que vai lá dentro.
Tenho muitas manias ao ponto das minhas amigas - a leste desta minha onda - me perguntarem se o meu cão come bambu;). O meu desodorizante não tem alumínio e se vejo escrito antitranspirante fujo. Esperem!!! Pior... Um dia acabou e preferir não pôr... num dia de ginástica.
Uma vez o meu pai veio cá e quis um café. Dei-lhe o que tinha. Biológico com geleia de arroz e ele disse que nunca bebeu algo tão mau. Ahahahah Não tenho açucar em casa e agora guardo os pacotinhos quando bebo na rua - um por dia apesar da tensão para lá de baixa - para as visitas não fugirem. Os meus filhos não comem fiambre, salsinhas só de soja (e tem de estar escrito que não é geneticamente modificada). Convenci o meu marido a trocar para leite de aveia ou de arroz e agora já ninguém o faz voltar atrás. Eu não amo leite algum e troco por iogurtes.
Gosto de fruta tocada, feia, fora de tamanho e das medidas standart e se me cruzo - nuuuunca me cruzo hoje em dia - com uma minhoca (vá também faço a festa com as tocadas) parece que ganhei a sorte grande. Não como a minhoca claro, mas tiro o que está à volta e penso que se ela não morreu por ali estar então é porque a coisa é mesmo boa.
Reduzi a carne, e como mais peixe, leguminosas e faço alternativas mais vegans. Um dia ponho aqui a receita de grão com côco que amo. Estou aos poucos a substituir panelas e frigideiras para as de cerâmica e amava que o microondas não fosse tão prático.
Uma vez estava num supermercado e vi um senhor vestido à Ghostbusters - cheio de máscaras e luvas - a borrifar os legumes. Perguntei o que estava a fazer e ele disse que estava a pôr desinfetante porque as pessoas mexem nos legumes. Ou seja, para além de todos os químicos ainda levam com um extra tratamento.
Fico a pensar se depois de tudo isto ainda consegue manter as mesmas características dos legumes frescos, ou se comer isto ou uma folha de papel de máquina A4 não será igual.
A minha compra é o meu voto. Através dela estou a votar em ideias, posições, qualidade, lutas. Estou a votar no mundo que quero. Na saúde que quero. Também espero estar a poupar em médicos, remédios, etc... Alimentos de qualidade é o meu grande luxo. Prefiro comer menos quantidade, ou disfarçar tipo rancho, e ter lá dentro o melhor dos nutrientes.
E era esta faceta minha que quis mostrar aqui hoje. Se houver mais malucas como eu podemos trocar ideias, mas não muitas, que isto quanto mais se sabe menos se come. ;)

15 comentários:

  1. Este seria o meu ideal de vida!!!Agora já faço tudo com um bocadinho mais de cuidado, mas ainda longe disso! Levar o Marido e as crianças nesta nova maneira de estar é que é maravilhoso! Eu mudei a minha alimentação, mas ainda não consegui arrastar a minha Cria.
    Precisamos de receitas, de menus, de fotos! Partilhe mais informações destas pf.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehe prometo tentar dentro do pouco que sei e consigo. Um beijinho e boas festas

      Eliminar
  2. rita tenho que comentar!!! estou tal e qual.... a minha última- comecei a fazer o meu fermento caseiro para fazer o pão da casa...biologico, caseiro, às vezes sem glúten! em relação a alimentação já não comemos carne a algum tempo, mas comemos peixe, ovos e os miúdos iogurte bio 1 vez por semana. Leite só de arroz, amêndoa etc! e temos a sorte de os miúdos frequentarem escolas waldorf...o que me descansa muitíssimo na parte da alimentação! muitas felicidades e não pense que esta a ser extremista ...apenas consciente e cuidadosa!***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Contar com uma boa alimentação na escola é mega! Mts beijinhos

      Eliminar
  3. Apesar de não ser (ainda) o meu estilo de vida, este testo está maravilhoso!
    Foto Linda!!!!
    Feliz Natal

    ResponderEliminar
  4. Oh , meu Deus Rita!!! Acho que andamos a respirar as duas o mesmo ar!!! Ainda não cheguei ao tema dos desodorizantes...mas vou no bom caminho!! Fiz um workshop com a Catarina Beato (Dias de uma Princesa) e foi um acordar de mente!!! A partir daí ao deixar de consumir leite (apenas bebidas vegetais) e a fugir da carne vermelha como quem foge da seringa foi um pulinho! Arrasto as miúdas e o maridão mas ainda não na totalidade...vai aos poucos!! E o biológico...bem, é uma aposta ganha, claro! Quando vamos às compras ao nosso parque preferido - tu sabes qual!! - e enquanto passamos o tempo a escolher o que levar as miúdas comem duas maçãs dessas, com minhocas e bem tortas, e depois obrigam-me a levar uma sacada delas que desaparece em meia semana....é maravilhoso!! <3 A cada dia que passa estou mais perto do meu ideal.... Beijo grande e venham de lá as receitas!!

    ResponderEliminar
  5. Poderia fazer copy paste deste post. Sopa, muita sopa, verdes e clementinas, laranjas, quivi e papaia. E os pequenos almoços são sempre o mesmo, leite magro (c/ ou s/ Ricoré, eheh) e pão escuro ou integral com queijo, manteiga ou ovo mexido. E iogurtes naturais (quanto mais ácidos melhor) porque nenhum dos outros passa. Doces e vontades estranhas, muito raramente. Realmente cada gravidez é única!
    Um beijo e feliz Natal!

    ResponderEliminar
  6. Ora como tudo na vida acho que deve haver meio termo... e há um ponto nestas mudanças que me deixa cada vez mais preplexa - o leite. O leite é um alimento nutricionalmente completo com proteinas, hidratos de carbono e lipidos, todos eles naturais sem grande processamento. Por mais que as vacas tenham sido tratadas hormonalmente. Os "leites" vegetais são água com uma percentagem MUITO baixa de fontes naturais de proteína vegetal, tudo o resto são "gelatinas" para suspender os constituintes da fonte vegetal. Beber "leite" de arroz, amendoa, soja ou outra coisa qualquer é nutricionalmente muito pior que beber leite. Como tudo na vida, é preciso bom senso e equilíbrio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os adultos não precisam de beber leite. Pelo contrário. Os meus filhos bebem leite de vaca biológico e iogurtes, para além de legumes que dão cálcio. Chega perfeitamente!;) Mts beijinhos

      Eliminar
  7. Rita, preciso de dicas: desodorizante sem alumínio: marca ou onde comprar pf. Panelas e frigideiras em cerâmica? o micro-ondas para mim continua a ser o alvo a abater, os iogurtes deveriam ser caseiros, o pão também, leites vegetais feitos em casa são superfáceis de fazer!
    Se as alterações que fizermos forem pequeninas e partilhadas havemos de lá chegar, cada um na sua medida.
    Ponha fotos, receitas, vamos juntos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, cerâmica é top! Já se vende em todo o lado.
      Tente comprar o desodorizante nas ervanárias ou lojas de produtos biológicos. Tem a pedra que é giro ver se se dá bem com ela. Se não qq um sem alumínio e se ser antitranspirante. Mil beijos

      Eliminar
  8. Escolhas saudáveis sim, mas é preciso bom senso, informação e desmistificar alguns mitos:

    1-Organismos geneticamente modificados não são prejudiciais para a saúde. São seguros. É preciso não esquecer que todos os vegetais que conhecemos hoje em dia não tinham a aparência que têm hoje há milhares de anos atrás: são o resultado de anos e anos de cruzamentos controlados e selecções feitos pelos agricultores em todos os locais do mundo. A engenharia genética é só uma técnica, uma ferramenta, que entre muitas outras vantagens, faz essa selecção de forma mais rápida, precisa e controlada. Por outro lado, os produtos provenientes de agricultura biológica não são sempre isentos de problemas, podem ter toxinas, fungos etc. Cuidado com as condições de higiene dos legumes nos mercadinhos "orgânicos/biológicos". Lavar bem antes de consumir qualquer fruta ou legume é essencial.
    2-O glúten (proteína que existe nos cereais como trigo, centeio, cevada) só é um problema para as pessoas com intolerância a esta proteína ou com doença celíaca. A grande maioria das pessoas não beneficia em nada com a não ingestão desta proteína.
    3-Os microondas, em perfeitas condições de funcionamento, são seguros.

    O equilíbrio e a diversidade são a chave. Comer de tudo um pouco. De forma consciente, equilibrada e sustentável. Reduzir o consume de carne (sobretudo vermelha), aumentar o consumo de leguminosas (grão, feijão, favas, ervilhas, lentihas etc), fruta da época variada, muitos legumes, ervas aromáticas, evitar doces, fritos, refrigerantes, reduzir o sal e produtos processados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Desculpe mas discordo dos pontos 1 e 3. Já há estudos sobre os transgénicos e testes feitos em ratos que não são nada bonitos. Os microondas, como todas as ondas, também não são o mesmo que o forno por exemplo... Mas isto dava pano para mangas.
      Um beijinho e boas festas

      Eliminar