menu-topo

Batizado Baby Madalena

quinta-feira, junho 30, 2016
Quando era mãe de uma filha só entregava (muito bem) as festas a quem sabia. Achava que não tinha jeito e que me ía sair tudo mal. Com o passar dos anos começou a despertar em mim um gostinho pelo DIY, pela decoração, pelos detalhes. Com tempo e criatividade conseguem-se fazer coisas maravilhosas e, mesmo que não fiquem impecáveis, foram pensadas por nós e estão polvilhadas de carinho.
Queria algo muito boho, fresco. Como um casamento na praia.
Claro que não fiz tudo. Aliás não fiz nada, tirando os arranjos.
 Mas juntei várias coisas que andei a namorar e ajuda de muitas amigas.
O mote foi a ilustração da concha da Inês Pestana dos santinhos e do albúm de presenças.
Depois tive também a ajuda da Rita e a própria concha do batizado entrava no estilo que pensei. Pus flores na vela de batismo que acho que ficou muito fresca e querida.
Escolhi dezenas com uma conchinha e cruz lindas, a data de batismo marcada e um M, para oferecer aos convidados, tarefa para os manos mais velhos todos contentes com o posto. E toda a gente adorou as lembranças.
O bolo nude, ou seja sem pasta, foi feito pela Ana que me deu algumas dicas para aguentar as flores até ao dia, por exemplo: pôr uma aspirina e mudar muitas vezes a água. Ajuda a mantê-las mais frescas. E quando se querpôr flores nos bolos deve-se embrulhar o caule em papel de prata.
[Ficou lindo, não ficou?]
As flores para decorar a casa que arranjei no mercado de Cascais foram rosas, peónias, dálias (rosa choque que animou tudo) e vivaz. Inventei esta mistura conforme as flores à venda nesse dia e acho que correu muito bem.
O vestido é de família. Já foi da minha avó, da minha mãe e irmãos, nosso e dos nossos primos e agora dos nossos filhos, meus e dos meus irmãos. A touca é que devia ser mesmo para recém nascidos e nunca nenhum e nós a conseguiu pôr. A Madalena levou a que usa todos os dias de algodão biológico que eu adoro e amo a mistura de estilos [aqui não parece mas ficou muito bem]. Os primeiros sapatinhos que lhe couberam porque têm lacinhos para apertar, coisa mais querida, ficaram lindos e já lhos tenho posto mais vezes que fica amorosa.
Agora compro sempre coisas que dêm para mais festas, que não sejam de deitar fora. Junto garrafinhas de sumos de vidro, frascos de compotas, de azeitonas, de tremoços. Ponho lacinhos ou etiquetas tiradas da net. Sai sempre mais barato e dá para imensas aplicações. Tenho uma caixa grande onde guardo tudo até à próxima ocasião.
Fiquei feliz com esta mesinha cheia de carinho e amor pela minha baby Madalena. Foi um dia especial. Como ela.








5 comentários:

  1. Que beleza de fotografias! Paz, felicidade e muito amor... em todas elas.

    ResponderEliminar
  2. Adoro! Transpira Amor e bom gosto, exala Felicidade, uma delícia! Parabéns!

    ResponderEliminar
  3. Ficou tudo lindo!! :) também tenho mil frasquinhos lá em casa, adoro para tudo! :) até para copos fica tão giro!! :)
    beijinho

    ResponderEliminar