menu-topo

Na festa dos meus filhos fui eu a protagonista.

sexta-feira, junho 17, 2016
Deviam ter visto. Estive praticamente 3 horas a dar de mamar. Acho que a Madalena não adorou o barulho, a confusão e o vento e ou estava à maminha ou estava a gritar. Enquanto isto comi caracóis, pão com chouriço e um caldo verde. Tudo por cima dela. Vi as (liiiinnnndas) atuações dos dois manos crescidos enquanto punha a bebé a dar o arroto, basicamente em andamento, e depois de volta ao sítio onde é sempre feliz: m-a-m-i-n-h-a. Eu estafada já. [Sempre salva por esta maravilha que descobri só nesta gravidez, a melhor descoberta, e que ajudou no vento, no sol e a tapar a baby e quando lhe dava de mamar no meio deste caos].
Cheguei a ouvir a pergunta: o que é que te aconteceu??? Pela minha cara (e cabelo!!!!) deviam pensar que tinha sido apanhada por um ciclone, mas não. A reação à resposta era estranha depois de eu dizer: Estive SÓ a dar de mamar...
E quando vi o boy a terminar a sua atuação espetacular onde fez de pescador saio disparada para o apertar, não vejo a porcaria dum cavalinho de madeira, mando o maior tralho da vida e fico com uma nódoa negra gigante na perna e a pensar nos dias de praia que aí vêm. [E a rezar para que os meus filhos não tenham chegado à idade para ter vergonha das minhas figuras.]
Socorro! Sou mãe...

5 comentários:

  1. Oh Rita! Esta semana estatelei-me redondamente em plena calçada no centro de Cascais!
    No primeiro teatrinho do meu filho a baby trocou-me as voltas e por 5 minutos não o vi representar!
    Não escrevi nenhum livro, mas faço minhas as suas palavras: Socorro! Sou mãe... Beijinhos! ;)

    ResponderEliminar
  2. Abaixo aos cavalinhos de madeira!!! Aconteceu-me exatamente a mesma coisa numa festa de aniversário. Dei um tralho daqueles, estava de vestido, viram-se de certeza as minhas cuecas e as pernas, nesse verão, nunca mais foram as mesmas. Sim, socorro! Somos mães! Beijinhos solidários!

    ResponderEliminar
  3. Oh querida Rita! Não sou mãe mas estou solidária. As melhoras e obrigada pelas partilhas maravilhosas.
    Beijo enorme. :)
    Carolina Melo

    ResponderEliminar
  4. Olá Rita.
    Relativamente ao pano que usa para tapar o sol no ovo, veja se não provoca um sobreaquecimento no seu interior. Li uma reportagem sobre esse facto e fiquei perplexa!
    Felicidades!

    ResponderEliminar
  5. Olá! Adorei e peço desculpa, mas não pude deixar de me rir ao visualizar todo o cenário, principalmente o da queda. Pela forma como está descrita. Este ano assisti à festa do meu ZD de 8 anos, com barriga de 8 meses da M, debaixo de sol e a sobreviver à dança das cadeiras entre muitos Pais e Avós. É sempre emocionante! Beijinhos.

    ResponderEliminar