menu-topo

A minha girl

sábado, agosto 27, 2016
Do cotovelo destruído já não há vestígios, tirando uma pequena cicatriz. Está quase a fazer um ano em que pensei que ficar com limitações para a vida. Agora só nós, pais, conseguimos perceber qual foi o lado que partiu. 
Quando gosta, é a miúda mais focada que conheço. E não se deixa afetar com impossibilidades. Adora desporto e é a grande companheira do pai no boxe e no Jiujitsu. Já faz pinos e rodas como se não se tivesse passado nada. E ama tudo o que é ginástica e dança. 
É um dos seres humanos mais fortes que conheço e foi para mim uma verdadeira lição e professora a provar que nada é impossível e que tudo pode acontecer. Basta querermos e não aceitarmos o que é nos dado como definitivo. [e obrigada ao espetacular fisioterapeuta Nuno Morais de quem está cheia de saudades e até já fala em partir mais alguma coisa só para lá voltar...]

1 comentário:

  1. A grande girl que olha por todos... vivam as manas mais velhas.

    ResponderEliminar