menu-topo

Sozinha em casa 1

segunda-feira, agosto 01, 2016
Acordo mais cedo para despachar o máximo que der. Já dei de mamar a uma bebé adormecida pela noite e a não querer ainda enfrentar o dia. Dobro roupas, visto-me e faço máquinas ou estendo. Faço a cama e dou uma arrumação geral. Se der. Acordam os mais crescidos e vão, coradinhos, ver televisão.
Pergunto se querem ir à praia. Sabem que têm de escolher entre uma manhã de moleza ou a rapidez da saída. - "A mana é pequena, meninos. Não pode estar ao sol à hora de calor. Se quiserem ficamos cá na calma, mas se querem ir têm de ser hiper rápidos." 
Escolhem a segunda. Não vou passar as férias a zangar-me. Não quero que este tempo seja miserável. E também quero que tomem consciência do que é uma consequência. Vou agarrar as tarefas com alegria e dar um toque especial a cada uma. Eu consigo fazer isto, penso. Tenho de lhes dar as opções e com elas a responsabilidade. Dou pequenos almoços. Chapéus, pranchas, creme, fatos de banho, fraldas, muda de roupa, tenda.
Não estão sempre maravilhosos como nestas fotos. Isto foi no fim de semana quando o meu marido está a 100%. Aos dias de semana a base é fato de banho e podem escolher o resto da roupa.
Correu bem. Já a caminho tenho de voltar para trás. Ficou o saco em casa e as pranchas na garagem.
Vamos um bocadinho à praia. Mana bebé à sombra no carrinho e manos na água. Tenho uma amiga com filhos que lá está e sempre dá para nos reversarmos na hora de ir ao banho. Dou de mamar, começa a aquecer, vimos embora. Tomam banho.
Oiço-os no quarto dizer sobre as toalhas: "Eu ajudo-te a dobrar a tua, tu ajudas-me a dobrar a minha." Comovo-me porque ouviram o meu pedido sobre me ajudarem. Compaixão. É nisto que ando a trabalhar estas férias. Almoçam coisas fáceis. Arroz e atum, ovos, tartes... Sopa só à noite. Afinal, férias são férias. ;)
Vão fazer algo, ler um livro, ver músicas no youtube, um filme na televisão. Ou o que quiserem. Brincam agora nas carinhas do snapchat e fartam-se de rir. Já dei de mamar outra vez e pus a bebé a dormir.
Arrumo a cozinha, apanho a roupa da corda, faço máquinas se for preciso, aspiro e lavo o chão. A minha to do list diária parece renascer a cada tarefa completada. O boy tem estado difícil. Faz birras e chama a atenção. Estou concentrada nestas férias em trabalhar com ele as emoções. Torná-lo mais colaborante, mais conectado comigo, com ele, com o mundo à sua volta. A girl está espetacular. Ajuda em tudo, mas às vezes pica o mano. A bebé tem um arroto. Acordou mais cedo do que o me dava jeito.  A cozinha fica a meio. Não faz mal. Não vou estar sempre stressada nestas férias. Vou pôr todo o meu amor nas tarefas. Vou fazê-las com gosto e prazer. (Na volta até vou emagrecer;).) 
À tarde vamos a um jardim ou a uma piscina emprestada. Voltamos, pijamas, fazer e dar jantar. De mamar. Várias vezes. Adormeço uma hora e meia depois de dizer que me vou deitar. Mas deito-me mais feliz do que alguma vez estive.



11 comentários:

  1. Fantástica Rita!! Como eu queria ser igual.... Ando sempre stressada, talvez exija demais...
    A minha mais velha (5 anos) está como o seu menino com as birras, chamadas de atenção e nada colaborante. Sinto que também preciso de trabalhar com ela as emoções, mas não sei como? Pode ajudar-me?
    Um beijinho muito grande e muitos parabéns pela família fantástica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, não sou nenhuma guru mas aqui vai o que tento cá em casa.
      Acho que vai perceber isto sem levar a mal porque foi o que senti em mim. Trabalhar as emoções deles começa por trabalharmos as nossas. A nossa forma de reagir. Um dos truques que aprendi foi a educar devagar. Não explodir. Parar para pensar como vamos educar e se não der nesse momento conversamos mais tarde. Nem sempre dá claro. ;) Eles são a nossa cópia. Se andamos stressados, eles também, se estamos mais agressivos eles também agridem, etc..
      Logo tem de encontrar o seu descanso, a sua paz, e não reagir logo.
      Um beijinho enorme e vá contando o que se passa.
      Se ainda não tem o Socorro! Eles crescem tão rápido! ;)))) leia sobre Mindfulness. Vai ser bom para levar aí para casa.
      Mts beijinhos

      Eliminar
    2. Obrigada Rita! Acertou na mouche, também me parece que a solução passa por trabalhar as minhas... Vou comprar o livro, obrigada!

      Eliminar
  2. Que lindo texto....e inspiração!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. <3 Tão querida. Eu é que me inspiro para trazer isto para minha casa. ;) Mts beijinhos

      Eliminar
  3. Fantástico, eu estou na reta final de uma gravidez de risco, de baixa e de férias com os dois filhotes de 6 e 8 anos e também tento andar sem stress, mas há dias que não consigo, parabéns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro. Não dá sempre ;) Somos os humanos e temos os nossos problemas. mas não se culpe. A vida é assim. E eles têm de perceber que não é fácil. Tente cooperação. ;)
      Mts beijinhos e tudo a correr bem. Ainda bem que já vem aí. ;)) <3

      Eliminar
  4. Adoro! Simplesmente adoro...adoro tudo! Esforço-me igual, já fui mais reativa. Hoje sou menos. Ainda não estou lá! Já não falta tudo. Mil beijinhos e boas férias!

    ResponderEliminar
  5. Eu sou mae de um rapaz que fez 4 anos em Julho, uma menina que faz este mes 3 e de uma bebe que tem 2 meses... acho que nao vou passar nem mais um dia sem visitar o seu blog! Obrigada pelas dicas. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. adorei Rita!!! cá em casa também temos "dessas coisas"!!! 3 meninas: 10anos, 7 anos e 3anos, um pai que ajuda quando pode... e eu a gerir emoções .... quando às vezes nem me encontro a mim mesma!!!

    ResponderEliminar
  7. Que texto tão verdadeiro... mas qdo estamos mais "atrapalhadas" temos que nos lembrar que todas passamos por momentos idênticos .. não estamos sós... vamos empurrando as tarefas fã endo o nosso melhor. Mas com um bebê a mamar nem sempre é fácil com os irmãos... mas sejam felizes... aprendendo a cada dia. Bj

    ResponderEliminar