menu-topo

Passaram quase dois meses desde

quinta-feira, janeiro 19, 2017
que escrevi este post.
Flop total nas minhas intenções #lerumlivroatéaofim
Li este. A minha cara! Adorei.
Não é um romance, nem nada de muito denso vá, mas leva-nos a pensar na vida e a dar-lhe valor. A aprender com um povo sem sol e cheio de impostos. A prespectivar e a dar valor a pequenos nadas.
Costumam dizer-me que estou sempre feliz. E acho que talvez tenha um pouco de hygge em mim. [lê-se huga] 
Sem saber, a minha casa está hygge, as minhas roupas são cada vez mais hygge e o meu espírito também. Mas fui esperta. Roubei o hygge à Dinamarca e vivo em Portugal. ;)
Já o espreitaram?




2 comentários: