menu-topo

Até quando pensas dar de mamar?

sexta-feira, janeiro 20, 2017
[Que horror! Já tem dentes!!! Qualquer dia desaperta-te os botões da camisa. bla bla bla whiskas saquetas.]
Estas são (só algumas) das conversas que se passam à minha volta porque dou de mamar à Madalena aos 9 meses.
Na verdade, (não digam a ninguém) não me afetam minimamente e posso até mesmo dizer que sinto algum orgulho. E ainda mais graça tem quando olho para aqueles caninos, tipo vampira. Adoro. [E sim, já mordeu!]
De uma primeira filha que amamentei a custo e pouco, até à terceira cuja a amamentação se tornou uma paixão, que foi gradualmente se apoderando de mim (de nós). Sempre mais um bocadinho mais com cada um dos meus filhos.  Alguma vez pensei  conseguir dar de mamar até ao 1 ano? Nunca! Mas aqui estou, feliz, a levantar a taça e sem me meter em maminhas alheias, nem chatear ninguém que deu 1 dia, 2 meses, 7 anos, ou nunca deu. 
Com a amamentação sente-se o instinto mais puro do ser humano. E com o fim dela o terminar do nosso lado mais animal. Vai-se o faro que sente as ditas a kms de distância, para as convenções dos talheres, cotovelos para baixo, senta-te direito! Bolas, isso é que é um inferno! Dar de mamar é prazer, calma e o único momento nos dias de hoje onde me obrigam a estar sentada. (Ou deitada até, que sonho.)
Bem, começo por lhes dizer que a minha filha está melhor protegida com a amamentação. Falo de anticorpos e essas coisas que até podem salvar o mundo e permitir que ele continue a girar, tipo não faltar ao trabalho, etc... Elas acham, mesmo assim, que é preferível uma doençazinha a uma maminha de fora. Ok. Continuemos.
E até quando??? Ufa! Que inquérito! 
- Até ao 1 ano. Quero que passe da maminha diretamente para o leite em pacote. 
Cai o Carmo e a Trindade!
1 ano????  Credo! (Parece que já tem pelos púbicos com 1 ano, não vá sujar-me os mamilos com baton...)
Mas ainda remato: Esperem! Um ano no mínimo. Não tenho prazo para terminar. 
(Caretas!) - Ai!! Como é que é possível. Estás tipo cigana (para mim é um elogio que acho uma etnia cheia de saúde e vida), sempre de maminha de fora. 
Sim, já dei de mamar nos sítios mais estranhos que podem pensar. Já dei de mamar ao lado do meu padrasto que acha que a minha filha é como as cabrinhas a dar marradinhas na mãe. E é mesmo! É isso mesmo. Nós somos bichos!!!
Não ando propriamente a fazer striptease, sou das que gosta de privacidade, mas não me vou pôr num beco escuro a alimentar a cria, ou numa casa de banho pública cheia de micróbios. Dou ali, com um paninho, virada de costas ou isso. Mas isso sou eu. Cada um amamenta como quer.
Ainda me agarro à OMS que recomenda até aos dois anos. E aí, elas começam a dizer que aos 3 meses não tinham leite, que o leite era fraco, etc. Nessa altura já desisti de lhes explicar que não podem dar suplemento porque a maminha é inteligente e deixa de fabricar o que é preciso. 
Falei-lhes também dos surtos de crescimento e como em, algumas fases, tive de dar de mamar de hora a hora. JE-SUS!!!!! Nem pensar!!! Pois, realmente é preciso muita dedicação na amamentação.
Depois ando por ali a (tentar) explicar que, mesmo assim, é prático de manhã com três filhos. 5 minutos e a bebé está despachada do pequeno almoço. Elas preferem o trabalho a uma refeição rica.
Para rematar, qual machadada final, porque estou farta de argumentar (eu sei que desci baixo demais) chuto:
OK! No verão falamos.



33 comentários:

  1. Aqui em casa tenho uma de 2 anos e 3 meses que me pede para me sentar e dar mama 😊😊😊😊.
    Depois de um primeiro filho e uma ma exoeriencia com a amamentação so consegui 15 dias esta segunda foi tudo deferente.
    Talvez estivesse mais preparada coisa que nao estava ni primeiro ou nao sei o que é certo é que continuamos e assim sera enquanto puder e ela quiser.
    Tambem vou ouvindo umas bocas mas nada me afectam.😊😊😊
    Maria Pires

    ResponderEliminar
  2. Agora imagina os comentários que eu ouvia quando ainda amamentava os dois até aos dois anos e meio! "Os dois ao mesmo tempo?? Que horror!" ; "Qualquer dia vais dar mama à vedação no intervalo da escola!" - Respondi que o Ministério da Educação já estava a tratar de instalar bancos no exterior das escolas primárias por causa da amamentação prolongada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa resposta. Até parece que dar de mamar a um filho é crime.

      Eliminar
  3. Adoro o bom-senso que se respira por aqui. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. haja paciência! sem fundamentalismos, tive a sorte e o privilégio de dar mama ao meu D. até aos 15 meses. isto é que é natural. e normal. e barato. enquanto for bom para ambos, é avançar, sem medos e sem responder a provocações de malta chatinha. parabéns, querida Rita!

    ResponderEliminar
  5. O meu primeiro filho teve uma alimentação exclusiva a peito até aos 7meses e meio e continuou a mamar até aos 18 meses. Leite em pó só com 1 ano.
    A segunda foi até aos 6 meses só peito e dps até 1 ano e não bebeu leite em pó. Aliás é mt raro bebê leite e tem 4 anos. A terceira que está para vir se tudo correr bem seguirá o percurso dos manos

    ResponderEliminar
  6. Excelente. Tal e qual, como diria o "nosso" obstetra :-) !

    ResponderEliminar
  7. A minha primeira filha mamou até aos 18 meses (que foi quando deixou de querer).
    A segunda tem 6 meses e mamará até lhe apetecer. Até lhe apetecer a ela e a mim que nisto da amamentação também temos de estar de acordo as duas. :D

    ResponderEliminar
  8. n correu bem no inicio mas insisti, sofri mt, ja passaram + de 24 meses...

    desde os 9 q deixei de dizer seja o q fosse, ate pq gosta de mamar sossegadinho, logo n gosta de publico, ou seja deixaram de ver e assumiram q ja n dava de mamar...

    pq deixei de falar nisso e deixar q pensassem q n dava de mamar??? pq aos 6 meses ouvi o famoso "AINDA?????????" e caiu sobre mim um olhar de misto de "q-nojo/deve-pensar-q-e'-vaca-leiteira"

    come bem, dorme bem, gosta de mimo qb, é independente, bem desenvolvido e saudavel... pelos parametros "dos/as treinadores/as de bancada" é um bebe q nitidamente n mama e desde os 3 meses q come refeicoes de adulto. lol

    tive o mm problema, explicar q n ha leite fraco, q ha surtos de crescimento, q eles estimulam o peito e q o peito demora 24h-48h a responder a "demand", q é natural q passem um dia a mamar e a reclamar por mais, q o peito n é um frigorifico com leite on demand... é melhor seguir e passar por louca q passar por louca e ainda ficar rouca :p

    ResponderEliminar
  9. Solidária. Tenho 3 filhos e a todos amamentei em exclusivo até aos 6. Todos ficaram enormes, percentual 95, quantas vezes me perguntaram "mas o médico não manda fazer dieta?" Não. Bebé de mama não faz dieta. Quantas vezes ouvi " o teu leite é mesmo bom!". Não, não é isso. Eu não olho para o relógio. Mamavam quando queriam. Raramente com intervalos superiores a 2h. Na foi sacrifício nenhum. Gostei, preparei me para o sacrifício necessário durante 6 meses. Aos 12 meses inicio o desmame. Sem da dramas.

    ResponderEliminar
  10. O meu mais novo tem 22 meses e ainda o amamento :) é algo que me orgulho sim temos momentos só nossos :)...também já tenho ouvido algumas piadinhas sem graça nenhuma! Mas não me atingem :)

    ResponderEliminar
  11. Por aqui, mãe de primeira viagem, ainda vou amamentando a minha bebé de 7 meses. E digo "ainda vou amamentando" pois tive de voltar ao trabalho aos 5 meses e ela não aceitava biberão. Tivemos de introduzir as sopas e a fruta... desde o início que só uma das maminhas "funcionava" mas foi sempre sendo suficiente. Era tão bom e tão prático!
    Hoje, apesar de ela não ficar satisfeita por muito tempo, continuo a dar a mama sempre que estou com ela e sempre que ela quer, seja de noite, seja de dia. E, sim, parece uma cabritinha quando me vê chegar a casa, a dar marradinhas para ter o que quer ;)
    Nunca pensei que fosse gostar tanto de amamentar! Tem sido uma experiência fantástica!

    ResponderEliminar
  12. Também tenho 3 filhos. O primeiro mamou até aos 15 meses. A segunda passou dos 2 anos e meio. A mais nova tem 10 meses e vai ser até quando nós quisermos. Já amamentei em tantos lugares, à vontade: restaurantes, centros comerciais, festas de casamento, casamentos na igreja, bancos de jardim, em frente a homens, mulheres, crianças... Já tive miúdos a vir ter comigo a perguntar o que eu estava a fazer... É só levantar um bocadinho a camisola e nem se vê nada, com a cabeça do bebé a tapar... Nunca foi um bicho de sete cabeças, é normal. Quem não gosta, olha para o lado ;)

    ResponderEliminar
  13. Aqui primeiro filho, 18 meses com muito gosto (tirando as dores nos primeiros dois meses) e nem ele nem eu tencionamos parar tão cedo. Nem penso nisso! E já ouvi de uma médica que amamentar até "tarde" (?) provoca danos psicológicos à criança... quem lhe respondeu e mt bem foi o pai da criança (q eu já nem ligo rque já ouvi os maiores disparates) - q a OMS recomenda até aos 2 anos. Calou-se logo!

    ResponderEliminar
  14. força ai na amamentação! eu já vou nos 7 meses e Deus queira que chegue aos dois anos, é tão bom! (só uma pergunta onde comprou o baloiço? é muito giro!!

    ResponderEliminar
  15. Olá meninas! Também estou sempre a ouvir:" isso ja é vício... O leite já deve de ser só água... a culpa é tua que deixas..."
    O quê??? Já nem perco tempo, já me cansei de explicar que a OMS recomenda até aos 2anos MÍNIMO e que não existe leite fraco, etc...
    A minha filha acabou de fazer 2anos, penso em parar aos 3... Talvez... Logo vejo. Para mim não faz sentido substituir a minha mama pela teta da vaca. Ainda por cima não directamente, ou seja leite cheio de hormonas e antibióticos.
    Ela adora, puxa a minha mao e leva-me para o sofá, ou diz quero mama. Enquanto for bom para as duas vou continuar. Estou muito grata por ter conseguido amamentar até agora, apesar de uma mastite e do cansaço quando ela acordava de 3 em 3h à noite até cerca dos 18 meses.
    PS- Na altura das vacinas nada melhor que o aconchego da mama para deixar logo de chorar.

    ResponderEliminar
  16. Por aqui tbm o mais que possa e até eles quererem. O primeiro foi 27 meses, e eu já gravidissima do segundo que nasceu um mês depois.... Pelo que continuo a dar mama, desde segundo já à 14meses.

    ResponderEliminar
  17. A OMS recomenda até aos 6 meses.
    Com isto não quero dizer que diz para parar aí, claro que não. Até porque eu dei até ao ano. É só uma correcção.
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A OMS recomenda até aos 6 meses em exclusivo e até aos dois anos com alimentos. ;)

      Eliminar
  18. Paula Cristina Andrade22 de janeiro de 2017 às 12:15

    2 filhos com 11 meses de diferença. Paragem com gravidez na amamentação da 1ª, retoma com o nascimento do 2º. Mamaram até aos 3 e 4 anos. Morderam, chucharam, puxaram e trincaram. Formidável. hoje com mais um de 8 meses os mais velhos de vez em quando ainda cá vêm. Mas organizados: Primeiro o Bebé depois um de cada vez, pois o bebe fica oom fofinha. Amamentar até quando? Até haver e até quererem. Se vier outro espero que também seja assim. Sim são cabrinhas a dar marradas. Sorrateiramente deitam-se na cama, puxam e mamam. Os mais velhos até perguntam um ao outro se querem e ... cedem.. A mamoca, desde que esteja em casa, está quase sempre cá fora, Mas é bom, Venha Já outro

    ResponderEliminar
  19. Paula Cristina Andrade22 de janeiro de 2017 às 12:23

    E Ainda....
    A 1ª hora de regresso a casa após trabalho, creches e infantário é de mamoca à mostra. Bebe primeiro e depois seguem-se os mais velhos. É uma hora tão nossa. Brincadeira, banhos, jantar, brincadeira, mamoca e soninho quase sempre noite inteira e desde sempre.
    O pai adora...

    Querem melhor? Presta? Não sei... e è até que eles desistam. Se o Pediatra sabe dos mais velhos? Não sei. E custou tanto, muito doloroso com muitas lágrimas. iniciar este processo

    ResponderEliminar
  20. Eu fiquei sem leite ao fim de 2meses e é frustrante. Queria dar de mamar mais tempo, porque senti que era uma ligação única,um momento único entre mim e a minha filha. Um momento nosso. Quando fiquei sem leite, a minha menina continuou sempre a procurar a maminha e eu não tinha para dar, é horrível.
    Ela tem 3meses é meio e mesmo assim ainda procura a maminha.
    Quem me dera ainda conseguir dar :(
    Devemos faze-la com orgulho e com a maminha de fora :) eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula Cristina Andrade23 de janeiro de 2017 às 11:01

      Quando engravidei pela 2ª vez, a Carlota (com 4 meses) ainda mamava, rejeitou o leite mas nunca lhe tirei a mama. Biberão e depois mamminha. até ela querer. Até porque passado pouco tempo começaram os dentinhos e era sempre um momento de satisfação e de alivio e sossego para ela. Mais complicado foi quando nasceu o Tomás e aí a Carlota voltou a querer mamar mesmo. Assustei-me. Ela tinha 11 meses. E mamou. e mama hoje já com 4 anos e o Tomás com 3, e ainda o Tiago com 8 meses.
      Ontem ri-me com o marido. Após escrever o meu comentário anterior e mais ou menos depois das 18 H, o Bebe mamou e a outra mamoca era: ora a Carlota ora o Tomás. Para mim foi um alivio. Pois e andámos nisto mais de uma hora. Sim é verdade tenho, felizmente muito, muito leite, Mas também com esta estimulação, quem não tem?
      Tirar a mama aos mais velhos? (sim porque mordem e acham piada) Não sei. O Papá deles mamou até aos 6 anos, altura em que foi para a escolinha. Sim é vicio de mama e depois? Amamentem e amamentem enquanto tiverem, Quando não tiverem não desesperem. Se se sentirem confortáveis com a mama na boca do bebe e ele gostar façam-no.
      A partir de Março está aberta novamente a porta para o 4º filho. E se tiver que amamentar 4 vou fazê-lo. Eles gostam, o pai ama e eu Adoro

      Eliminar
  21. Ao ler o post e os comentários só me ocorre que se trata de fundamentalistas da mamentação. E que se vissem alguém no café a mostarda a mama ou com um decote mais acentuado seriam as primeiras a protestar. Eu sou mãe e amamentei mas nao acho bem mostrar a minha maminha só porque de momento tem leite.
    Cuidado como o que se diz.

    ResponderEliminar
  22. Eu mãe de três deixei de ter conversas de maternidade. Não dou uma opinião, não digo o que resultou melhor para a minha família. Não faço perguntas.

    A verdade é que este post parece escrito no sentido que interessa à Rita que é a importância da amamentação nem que para isso tenha de ridicularizar quem consigo infelizmente falou do assunto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso, não foi. Foi exatamente porque realmente não é fácil ter conversas sobre maternidade.

      Eliminar
  23. Olá! No dia 26 de Janeiro fazem 18 meses que dou de mamar. Já ouvi de tudo, como podem imaginar! É uma opção da Mãe e ninguém tem nada a ver com isso. É assim tão simples. E quando deixar de mamar não vai passar para leite de vaca e sim para leite vegetal :=) somos Mães e adoramos os nossos filhos, todas sem excepção. E como Mães, as decisões que tomamos são para ser respeitadas. Não é uma competição para ver quem é a melhor mãe, ou a mais atenta, ou a mais alternativa. Apenas fazemos o que nos manda a nossa intuição sendo certo que o mais provável será cometermos algumas asneiras pelo caminho! e quem nunca errou, que atire a primeira pedra! :)
    PS - free the nipple!

    ResponderEliminar
  24. Eu não dei de mamar nem um segundo, por opção mesmo e sem complexos. No entanto, acho uma ternura os outros bebes a mamarem, seja em que idade for. Ainda há pouco tempo vi uma criança com 2 anos que tava doente e cabisbaixa a ir para o colo da mãe a pedir mama, achei tudo a maior ternura, e uma coisa super natural.

    Não me espetem é facas por eu ter optado não dar. O meu filho sempre teve muita saúde e recomenda-se, não se preocupem. Bem mais do alguns miúdos que até mamaram muito. Mas eu acho que isso depende mais de miúdo para miúdo do que própriamente o resto. É indiscutivel que dar de mamar é a melhor opção.

    Ainda assim, não dee, e não me acho menos boa mãe por isso. Mas fico incomodada quando me dizem que devia ter dado, e ah que horror, se sabes que é melhor...blablabla Sei que é melhor mas que atire a primeira pedra a mae que faz sempre aquilo que sabe ser o melhor (ou seja não dar comida que nao seja bilogica, saudavel e altamente nutritiva, não dar um berro, não dar uma palmada, não deixar ver tv, etc)

    beijinhos e dê de mamar até entender, cague nos outros.

    ResponderEliminar
  25. são exatamente publicações destas que me deixam triste...e farta de fundamentalismos...não sou nem a favor nem contra amamentação...cada um faz o que quer...sempre a pensar no bem dos filhos e nos seu próprio bem. A minha filha nunca conseguiu uma pega, porque era sôfrega a beber, a segunda vez que se alimentou 4h depois de nascer, bebeu 30ml de biberão de uma só vez, sem a tipica paragem a metade do biberão. maminha nada..ficava 1h a chuchar...e tinha sempre fome...ao fim de 12 dias, em que tinha de tirar de bomba e dar-lhe em biberão, fiz mastite nas duas mamas...febre..tive que ir para o hospital onde mandaram secar o leite. Foi um momento de alívio porque eu não conseguia tomar conta da minha filha sózinha cheia de febre. É um pensamento egoísta? não! preciso da minha sanidade mental para estar bem e cuidar bem da minha filha...precisava de ver a minha filha saciada! numa futura gravidez nem tentarei maminha! Ela é forte, saudável, e não...não ficam mais protegidos com leite materno. Pode ter muitas vantagens, que bem conheço, mas por favor, são dezenas/centenas de casos de bebés/crianças com poucas defesas, constipados e doentes iguais aos que não mamaram...até entre irmãos! Não...não utilizem a criança mamar dia sim dia não à noite para terem redução de horário às 3h da tarde! A minha filha começou a falar tarde e mães que amamentam disseram-me que estava atrasada porque não bebeu leite materno! Onde é que isso vai parar??? Cansada de fundamentalistas!!! Adoro o blog...adoro a forma simples e verdadeira como fala da vida. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também consegui em esforço dar 1,5 mês à mqis velha. E odiei que me pressionassem. Fiz o meu melhor e custou-me horrores. Agora odeio que me pressionem para deixar. É uma coisa nossa. Mil beijos

      Eliminar
  26. Rita,

    O meu mais velho mamou quase até aos 4 anos. A mais nova tem 26 meses e continua a mamar todos os dias e várias vezes ao dia. Vai ser até querer.
    E não, não me parece que a Rita esteja a criticar quem não deu de mamar, seja por opção, ou pq não conseguiu.
    Mas se é algo de que nos orgulhamos enquanto mães, devemos sim poder falar disso, tal como outras tantas mães falam dos bons resultados escolares dos filhos, ou da boa educação que têm ou de tantos outros motivos que deixam as mães (e pais) orgulhosos.
    Para mim fundamentalismo é não aceitar opinião dos outros.
    Beijinho Rita

    ResponderEliminar