menu-topo

1 ano (e aquele sentimento de deixar de ser bebé.)

sexta-feira, abril 14, 2017
Está tudo certo. Cresceu, saudável, feliz e amada. Mas há uma pequena nostalgia quando apagamos esta vela.
Como passou tão rápido quando ainda ontem a carregava na minha barriga, quando os meus olhos a amaram ao vê-la sair de mim e nos apresentámos sem palavras. Quando a fui conhecendo na sua mais pura essência e percebi que ela me estava destinada, que era aquilo que ainda me (nos) faltava.
Quando vi os irmãos se apaixonarem e a absorverem no seio da família ao primeiro segundo. Quando tudo fez ainda mais sentido e o meu coração esticou ainda mais. Quando o meu projeto de vida ganhou uma nova forma. A melhor forma.
Há uma nostalgia quando o nosso bebé faz 1 ano. Há uma nostalgia ainda maior quando é o nosso último bebé. Mas depois há tanto mais. Há uma festa.
[Fotos da nossa maravilhosa manhã e da festa no jardim do nosso bairro.]
Roupa das manas Azulimão









2 comentários:

  1. Fotos lindas e maravilhosas, o texto está de chorar!
    Parabéns e muitos anos de vida, cheios de amor, saúde, brincadeira e muitos risos e sorrisos.
    Beijinhos,
    Carolina Melo

    ResponderEliminar
  2. ela é mesmo um arco-íris Rita. que expressão tão meiguinha. que amor.
    serão sempre os nossos bebés, é um clichet, mas é verdade.

    ResponderEliminar