menu-topo

Choraram de saudades [e confesso que amei].

domingo, maio 21, 2017
É horrível ver isto escrito mas vou tentar explicar sem parecer a pior.
Estou sempre com os meus filhos. É raro viajar sem eles, fazer programas sem eles... Até demais. Estou a tentar preparar uma escapadinha a dois há séculos (até porque estou naquela tentativa de deixar de dar de mamar), mas acabo sempre por os incluir à última da hora.
Ontem fui dar dois workshops ao norte para o IKEA, de comboio, [ir e vir no mesmo dia] e foi o drama.
Dei por mim um bocado contente com isto, imaginem. Mesmo sacana. 
É que, normalmente, eu sou a chata que está sempre ali. Sou um facto consumado. Para eles eu não desapareço, não tenho vida, nem vontades. Eu não lhes falho, nem falto. Isso tem tudo de bom menos parecer que nem sempre me valorizam. 
Bem ainda não têm idade para valorizar os pais. Isso só chega quando forem eles pais, parece-me. 
E, por isso, vê-los dizer que queriam passar tempo comigo, que não aguentavam que eu estivesse longe, deixou-me (um bocado de coração partido) mas contente ao mesmo tempo.
{Fui um bocado bera, certo?}
Hoje não os larguei um bocadinho. 
E, claro, voltei a ser a chata e já se fartaram de mim outra vez. ;)


Os kits mais giros desta coleção da Knot Kids
Finalmente pus o colar Ambar Bebé à Baby Madalena, e ela acha-se o máximo.É um bocado pirosa. ;)
(Adoro as últimas fotos, onde ela está a brincar com o skate. Adora bolas e raquetes. Vai ser uma desportista.;))




3 comentários:

  1. Adoro o facto de os seus filhos andarem sempre sujos (percebe o que quero dizer, não percebe?). É maravilhoso! Com a minha filha faço o mesmo. Vitamina terra é do melhor que há! Odeio quando as crianças estão vestidas todas "pipis" e não podem brincar à vontade que é para não se sujarem. Faz-me imensa confusão!
    Parabéns e obrigada por um blogue tão despretensioso! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Terra, lama, água, relva, areia.. tudo o que têm direito. ;)
      MTS beijinhos

      Eliminar
  2. Ai, Rita... podia ter sido eu a escrever este post na semana anterior, em que saí de casa à hora de almoço e fui para Fátima ter com o Papa de coração apertado, por um lado, e com uma sensação "tomem lá, que é pra me darem valor" por outro. Não resultou lá muito bem porque o pai é maravilhoso e eles quase nem notaram a minha ausência. :/ Mas já lhes ando a prometer que qualquer dia vou prá Sibéria, sempre tardava um pedacinho mais :D

    ResponderEliminar