menu-topo

Slow living

quinta-feira, maio 04, 2017
Sou a maior adepta e seguidora (a todo o custo) deste movimento de saborear o tempo. De viver devagar. 
Achei que vir para casa tornaria os meus dias mais lentos. Não aconteceu. 
As horas voam, os minutos fogem, e o tempo não parou por isso nem mais um bocadinho.
Talvez até passe mais depressa, não sei. É a sensação que tenho. 
Só me sento à noite e aguento 3 minutos acordada no sofá. Com sorte. 
Mas estou feliz e a aproveitar tudo como posso. 
Ando a pôr a casa em ordem, os projetos a andar, os miúdos mais ritmados nas suas emoções.
Tenho algum trabalho com o boy que é mais dramático e que muda de estado muito rapidamente. Tem fúrias. 
A Baby Madalena começa a dar o ar da sua graça e já faz birras no chão, acreditam??? 
A girl está a ficar tão crescida que me assusta. Tem 8 anos e já vejo ali rasgos de adolescente.
[Uma família normal, portanto.]
Vim para parar o tempo. Para estar aqui e agora com os meus. Para não deixar fugir a minha vida (e a deles). 
O tempo continua igual. Curto. 
Mas é um tempo que sabe melhor.
Viver devagar.






3 comentários:

  1. Também fiquei coma mesma sensação quando vim para casa trabalhar... o tempo parece que nos foge por entre os dedos. Será porque a vida, se tornou mais intensa, mais vivida? Não sei!... Mas continuo a querer que abrande, pois quando olho para os meus filhos não vejo os dias a passar, vejo os anos.
    Beijinho do coração querida Rita <3

    ResponderEliminar
  2. Vir aqui é uma lufada de ar fresco. Está tão bonita querida Rita. Beijinhos

    ResponderEliminar