menu-topo

A magia de massajar o nosso bebé

quinta-feira, julho 06, 2017
Fiz instintivamente massagem depois do banho aos meus três filhos. 
Talvez não tenha sempre dado da forma correta, como mandam os livros e os entendidos, mas o que eu mais queria era aquele momento, aquela ligação, aquela união.
Mesmo quando ao início estavam mais agitados, acabam por estabelecer aquele contacto que nós mães tão bem conhecemos, e entregava-mo-nos àquele tempo só nosso.
Ao início, não sabia pelos livros, mas sentia instintivamente que aquele era um momento mágico. E até hoje assim continua a ser.
Depois percebi  (e li) que este pequeno ritual tinha uma imensidão de benefícios (para todos nós).
Para além de acalmar os meus bebés, a massagem era mágica a aliviar cólicas, gases e prisão de ventre. Nos dias em que consigo fazer massagem reparo que eles dormem muito mais e mais profundamente. Ajuda na respiração e até fortalece o sistema imunitário. Fomenta a nossa confiança em nós, na nossa tarefa de mãe, e a confiança deles em nós.
Eu uso o óleo Johnson's baby porque adoro o cheiro, hidrata, respeita a pele do bebé e também parece mágico, como a massagem, porque não fica nada oleoso. A sensação é a mesma da pele do bebé quando nasce com o vernix, sabem!?
Experimentem fazer massagens no vosso bebé e vão ver a magia acontecer.
Um beijinho


7 comentários:

  1. Também adoro óleo Johnson's.

    ResponderEliminar
  2. Rita! E quando berram desalmadamente? Continua ou pára? É que por aqui o banho é um momento de berreiro.... com a mais nova era o oposto! Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Madalena odeia vestir-se. Tento primeiro pegar ao colo um bocado. Depois vou conversando. Dou-lhe sapatos dela para brincar que adora. ;) Faço cócegas ou converso. Depois entra a massagem. ;) Agora já fica calminha com a massagem e já identifica como uma altura de prazer. Vá devagar. Eles aprendem a adorar este momento. ❤

      Eliminar
  3. Adoro as fotos. Baby Madalena é qualquer coisa de maravilhosa.

    ResponderEliminar
  4. Olá Rita gosto muito de si e do seu blog e queria colocar-lhe uma questão, não está relacionado com o post publicado mas, estou sem saber o que fazer em relação à minha filha Joana de quase 23 meses que se recusa a sentar na cadeirinha do carro, ela chora, grita, esperneia, contorce-se toda, estica-se toda para não conseguirmos colocar o cinto, enfim um horror. Terá algum truque ou ideia para que eu consiga colocar a minha filha tranquilamente na cadeira. Obrigado Ana Baptista

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem Ana, na verdade, só lhe posso dizer o que acho sem grande filosofia.
      Esta é a forma da sua bebé dizer o que gosta e o que não gosta.
      Pense que mostra uma grande personalidade e que está a começar a construir o seu caminho de escolhas. É difícil para nós mas no fundo está a construir a sua personalidade e a comunicar.
      Pode tentar conversar dizer que vão ver os passarinhos, o cao, os avós.. qualquer coisa que ela goste e que lhe possa depois mostrar. E acredite que é só uma fase passageira.
      Um grande beijinho de uma mãe com uma bebé que tb odeia ir para a cadeirinha. ;)

      Eliminar