menu-topo

Enquadrar [por nós]

quarta-feira, agosto 16, 2017

Eu sabia que vir para casa e tentar a minha sorte não iria ser tudo um sonho.
Estava ciente que "tentar" trabalhar em casa não iria ser fácil todos os dias.
Que o meu tempo iria dissipar-se em partes menores e que ser mãe iria sobrepor-se a caprichos, desejos e necessidades [às vezes mínimas] minhas.
As férias iriam ser os tempos mais intensos, os fins de semana colariam com os 5 outros, a casa seria escritório, os dias seriam [à mesma] curtos.
Os dias e horas de descanso iriam ser consumidos por mil afazeres de última hora.
Eu sabia que tinha de dividir bem o ser mulher, mãe, dona de casa, profissional.
Que tinha de dividir os ralhetes que dou por todos estas partes acima e não os deixar em looping.
Eu sabia que as tarefas se iriam misturar.
Que as noites poderiam não ser de descanso e que os dias não seriam com certeza.
Que a pressão de não ter certinho ao final do mês podia ser stressante.
Eu sabia que os meus objetivos demorariam a ser alcançados.
Que nem sempre me iria conseguir enquadrar no jogo entre obrigações e vontades.
Que me tinha de obrigar a sair da fotografia para me olhar, sozinha, sem tudo o que me puxa, me afasta ou sufoca.
Eu sabia que teria de estar sempre a alinhar o foco, a respirar e a continuar.
Sempre a lutar pelo que sonhei que é, no fundo, a felicidade. 
Mesmo nos dias menos fáceis sei que mesmo assim, agora, tenho a melhor vida.



Obrigada Bodyconcept pelas [únicas] duas horinhas semanais de sonho só para mim onde há silêncio e me enquadro outra vez.
Vestido Vintage bazaar
Boy e baby Madalena H&M
Girl Zippy



Sem comentários:

Enviar um comentário