menu-topo

O compromisso pirosice versus identidade e autonomia

sábado, agosto 05, 2017
Não sou frenética mas tenho um sentido estético que me persegue um bocado.
Por exemplo, não adoro números ímpares, nem coisas desalinhadas sem uma ordem lógica. 
Gosto de simetrias.
Se algo está assimétrico ou torto fico um bocado encanitada. ;)
Tipo uns pratos que a minha mãe tinha pendurados numa parede cuja ordem não existia. 
Nervos!!!
Ou uma das razões que dizia (a brincar!!!) de não ter o terceiro filho e querer então quatro, seis, oito.. ;)))
Escolhi casar dia 22 mas, para me desafiar, todos os meus filhos nasceram em dias ímpares: 31, 15 e 13. Só para não me armar em esperta...
Por exemplo, não consigo vestir duas cores sem algo a condizer. Ou seja, se ponho algo branco e azul, não consigo pôr mais uma cor em cima. Depois tem tudo de andar por esses tons, menos sapatos e carteira claro que talvez pusesse camel ou isso. ;)
E gosto de os ver a condizer, embora não iguaizinhos.
Estas coisas às vezes passam para a nossa vida diária e fazem alguns estragos sem repararmos.
Como à autonomia e à identidade dos nossos.
Escolhermos tudo por eles pode ser um bocado castrador. 
Então como encontrar um compromisso entre as minhas manias e a escolha deles?
Ora bem... ;)
Para a escola [que eu não vejo] escolhem eles. Liberdade total desde que adequados à estação do ano, o que cá em casa é frequente vestirem-se de verão no inverno e de inverno no verão...
Dias de festa e quando há algum compromisso no fim de semana sou eu!
Ou seja, a maior parte do tempo estão vestidos uma grande bandalheira, mas nestes dias mais importantes ganho eu!
[E não ficam tão giros?]
Acreditam que, em miúda, tomei conta de uma das donas desta marca linda? E agora assim toda criativa e talentosa. 











1 comentário:

  1. Por aqui por casa a criança mete me no chinelo! Fomos de férias, ela com as roupas todas combinadas... Eu, meia dúzia de coisas enfiadas numa mala

    ResponderEliminar