menu-topo

Spark joy!

sexta-feira, agosto 18, 2017
Este é o lema que tento seguir na arrumação da casa.
Somos 5 mais cão, o espaço não é enorme e o planeta [e a nossa mente] tem demasiadas distrações. 
Quem me segue sabe que passo a vida no #movimentodestralhar [e nunca parece suficiente].
 Agora de férias a questão da arrumação tem sido um grande drama mas estou a trabalhar para que nunca mais seja.
Mas foi com a Marie Kondo que me comecei a focar a minha direção.
Foi o meu marido que me deu a conhecer (imaginem...) e desde aí tento, tento e tento fazer disto uma lei cá em casa.
Esta japonesa é uma mágica da arrumação e foi considerada pela revista Forbes umas das 100 pessoas mais influentes no mundo.
É a fundadora do Método KonMari, que para mim foi completamente lifechanger.
Ainda estou na fase amadora, mas hei-de chegar lá. ;)
Bem, e em que consiste este método?
Ela defende [e eu acredito] que a casa e o nosso estado de espírito estão ligados e têm influência um no outro. Assim como precisamos de tratar do nosso corpo, da nossa mente e também temos de fazer o mesmo pelo ambiente em que vivemos.
Ela tem uma nova forma de dobrar* (vídeo no final), de organizar e de barrar excessos, naturalmente.
Tenho muitas coisas para contar sobre este tema e até como ensinar os nossos filhos. Acho que não cabe tudo aqui, mas vou dividir por outros posts, boa? ;)
* para mim uma das coisas mais importantes.

Então aqui vai o básico:

O que eu aprendi com o método KonMari?
“Isto traz-me alegria?”
ou como ela diz: Sparks joy?
Esta frase vai ditar todo o rumo que há a tomar em termos de organização. 
Se 100 pares de sapatos vos trouxerem alegria, tenham 100 pares de sapatos. 
Ou se com um par fazem a festa, esse é o caminho. 
Mas uma coisa é certa. Confusão e excesso não fazem bem a ninguém e, às vezes, estamos tão afogados em coisas que perdemos o que é importante. Até porque temos de estar sempre a limpar.
Com uma boa arrumação, evitamos muito tempo de limpeza. Isso é certo.
Peguem objeto por objeto (e por mais estranho que pareça)  e perguntem-se se ele vos traz (ou não) alegria. 
Feito isto vamos lá:

1. Arrumar por categorias.
Quando decidimos que este é o dia A (dia da arrumação) temos de perceber que nunca mais podemos voltar atrás. Nem queremos. Nem vamos. Porque isto é uma forma de estar na vida e não um plano para um dia. Então vamos lá, começar no número 1 e ir passando todas estas categorias até à última:
  1. Roupas (da casa, dos filhos, do marido e nossas);
  2. Livros (de todos)
  3. Papelada
  4. Itens variados como perfumes, cremes, tralha...
  5. Artigos de valor sentimental. (o mais difícil mas vamos conseguir!!!)
Começa-se do fácil para o difícil, para quando chegarmos ao último nível e o que tem mais valor para nós, já estejamos desprendidos e não nos custe tanto largar. ;)
Quanto disto não nos traz alegria???
[Hei-de chegar a este aparador mas por agora é a baby Madalena que o domina]
2. Um momento só nosso
Isto é uma missão nossa e depois contagiamos toda a gente. 
Mas por agora é nossa.  Tudo embora. 
Temos de aproveitar as ausências para ir de uma ponta à outra.
É normal que não consigamos tudo num só dia, mas se traçarmos um plano, terminamos com um último suspiro de alegria.
Isto não é só arrumar. Isto é uma nova vida. Tomarmos controlo da nossa casa.
Para isto precisamos de tempo, de vontade e de muito carinho. Sim, carinho!
Nós vamos ditar a forma de como queremos viver!
3. Ter um objetivo
Não era tão bom vivermos apenas rodeadas do que nos traz alegria?
Pois se este for o nosso objetivo lutemos por isto. 
Para que servem 5 pares de calças de ganga que não usamos há 5 anos?
Ou tudo o que temos em armários e nem sequer usamos, ou vemos, ou tem alguma utilidade?
O meu objetivo é uma casa clean, com sabor a férias. rápida de se arrumar e limpar e só com o essencial.
E o vosso?
4. Cada coisa no seu lugar
Depois de destralhar (muito) é altura de guardar. 
O principal é definir o lugar de cada coisa. Como eu digo aos meus filhos, cada coisa tem a sua casa.
Encontrem então a casa para cada coisa. Isto poupa muito tempo, trabalho e ajuda a não ter em excesso.  Segundo a Mari (para mim já é uma amiga;)), pendurar só o que fica mais feliz pendurado. ;) Ela ensina a dobrar de uma nova forma (vejam o vídeo) e surpreendentemente a coisa corre mesmo bem.  PS: não dobrem os fatos dos vossos maridos. ;)
Neste dobrar as peças ficam "em pé". Ou seja, são colocadas nas gavetas na vertical, o que poupa muito espaço e fica muito mais fácil de descobrir o que queremos e o que temos e de não desmanchar tudo o resto. Se não tiverem gavetas, caixas dentro das prateleiras resolvem o assunto.
Depois prometo mais posts mais específicos sobre como estamos a tentar fazer cá em casa. 
Um beijinho e espero que isto também mude a vossa vida como mudou a minha.

6 comentários:

  1. Oh! Valha me Deus, lá vou eu desgracar me é comprar mais um livro!!! Este post está maravilhoso. Até a ordem de por onde começar é bem pensada! Obrigada Rita pela partilha

    ResponderEliminar
  2. Post lindo, fotos maravilhosas, conteúdo magnífico. Mts parabéns!

    ResponderEliminar
  3. Olá Rita!
    Conheço a Marie Kondo e o método KonMari há uns dois anos. Inicialmente também pensei que iria mudar a minha vida, mas acabei por me distanciar um pouco do método, porque não se adequa completamente ao meu estilo de vida e às minhas próprias ideias de organização doméstica.
    Eu já fui muito desorganizada. Quando essa desorganização física começou a ter repercussões na minha vida pessoal e profissional, comecei a interessar-me pelo tema da organização doméstica (foi quando conheci a Marie Kondo) e hoje em dia sou uma nova pessoa.
    Se quiseres ter uma ideia de como me organizo, passa no meu Instagram, tenho diariamente posts sobre organização e decoração.
    Um beijinho,
    The Master Bedroom
    IG: @themasterbedroom

    ResponderEliminar
  4. Olá Rita!
    Conheço a Marie Kondo e o método KonMari há uns dois anos. Inicialmente também pensei que iria mudar a minha vida, mas acabei por me distanciar um pouco do método, porque não se adequa completamente ao meu estilo de vida e às minhas próprias ideias de organização doméstica.
    Eu já fui muito desorganizada. Quando essa desorganização física começou a ter repercussões na minha vida pessoal e profissional, comecei a interessar-me pelo tema da organização doméstica (foi quando conheci a Marie Kondo) e hoje em dia sou uma nova pessoa.
    Se quiseres ter uma ideia de como me organizo, passa no meu Instagram, tenho diariamente posts sobre organização e decoração.
    Um beijinho,
    The Master Bedroom
    IG: @themasterbedroom

    ResponderEliminar
  5. Rita Rita!
    Este post é uma partilha daquelas mega maravilhosas!!!!!!!!!!!
    O seu #movimentodestralhar já me tinha convencido. Mas estas suas palavras é as fotos! (as fotos, a luz). Cativam e motivam qualquer um!!!
    Venham mais, é certo que esse livro está já na lista de compras!
    Obrigada prefundo desta sua admiradora paranóica com arrumação
    Beijinhos grandes 🖤
    Carolina Melo

    ResponderEliminar
  6. Adorei o post! Obrigada pela partilha :)

    ResponderEliminar