menu-topo

Roupa, roupa e mais roupa.

quarta-feira, setembro 20, 2017
Talvez seja uma das minhas maiores dores de cabeça. 
Nasce da autonomia que lhes dou para escolher, pilhas e pilhas.
Da confiança que tenho a vestirem-se, tomarem banho, montes e montes, desenfreados, infinitos.
Nasce das responsabilidades do meu marido.
E as meias que me tiram completamente do sério.
Guardo um saco de desaparecidos e tenho sempre medo de lhes fazer um funeral, não vá a gémea aparecer das cinzas.
O meu #movimentodestralhar está a tornar-me muito mais minimalista.
As roupas repetem-se até deixarem de servir, só compro o essencial e o que me traz mesmo muita alegria.
Isto aprendi com a Marie Kondo.
E também estou a aprender com ela a amar fazer cada tarefa diária. A pôr amor nos meus gestos.
Ou fazer a coisa de forma mais divertida.
Talvez um dia adore tratar da casa.
Por agora tento só conciliar tudo e gerir o meu tempo.
Tentar que os meus projetos não se afundem entre as mil tarefas caseiras, canseiras.
[Obrigada aos meus filhos por me porem a rir a olhar para esta montanha, quando só tinha mesmo era vontade de chorar. ;))]


5 comentários:

  1. Olá Rita.
    Faz-me aflição pensar que não tem uma empregada que a ajude. Não estou certa que assim seja, mas gostava de partilhar consigo que, há cerca de um ano, resolvi contratar uma pessoa que vem tratar da casa e da roupa e por vezes adiantar o jantar, quatro horas por dia, de segunda a sexta. Tenho dois filhos pequenos, estou muitas vezes em versão "mãe solteira", e não estava a dar conta do recado (ou estava simplesmente a enlouquecer).
    Deixei de ter de me preocupar com limpezas e arrumações do dia a dia, e a roupa está sempre engomada. Ainda assim não paro um segundo, pelo que nem quero recordar como era a minha vida há um ano atrás!
    Fica a sugestão. Acredite que não fica assim tao caro.
    Felicidades!
    Mariana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não quero mesmo lembra-me da minha vida antes de ter arranjado ajuda! Que sufoco! :)

      Eliminar
  2. Eu mesmo com empregada sobra roupa para mim.
    Não é fácil com famílias grandes.

    ResponderEliminar
  3. Fotos top top e post maravilhoso!
    Bjs
    Sara M.

    ResponderEliminar
  4. Sugestão para as meias perdidas: trabalhos manuais com as que sobrevivem sem par. É só pesquisar na internet e dar asas à imaginação :)
    Fotos girissimas, eles são fantásticos!
    Beijinhos

    ResponderEliminar