menu-topo

Sobre slowktichen [e as memórias que se criam na cozinha.]

terça-feira, dezembro 05, 2017
Uma vez disseram-me que uma casa sem sabor e aromas não deixa memórias.
Lembro-me sempre da minha avó [a que está viva] que fazia bolos para casamentos e para festas grandes e, quando entravámos em sua casa, o cheirinho a chocolate derretido era qualquer coisa de maravilhoso. 
E usava imenso açúcar amarelo, o que nesta altura me leva para os mais típicos de Natal, como os sonhos, rabanadas, filhoses, etc. 
Esse cheirinho a bolos ainda me faz sempre lembrar dela e, quando o sinto, vou a correr visitá-la para que nunca me esqueça dela, nem dessa herança.
A outra avó não cozinhava mas adorava comer bem.
Tudo o que era típico português. Acompanhado sempre por um copo de vinho tinto.
[Tenho tantas saudades.]
Confesso que nesta vida a correr, cozinhar nem sempre é sinónimo de felicidade. É algo que tenho de fazer, mecanicamente, e que, por isso, tenho de encontrar ferramentas para me inspirar.
Mas depois de me dizerem esta frase e, de eu concluir que uma família com sabor e aroma, conta uma história e deixa-a a pairar por muitos anos decidi amar mais cozinhar.
Pôr amor no que faço torna tudo melhor. E envolver os miúdos no processo é mágico.
Na cozinha também se fazem contas, aprendem-se novas palavras. E é um tempo maravilhoso juntos.
Noutro dia, antes da escola resolvi criar-lhes essa memória e, num dia de chuva, preparei um bolo de Cacau para os receber. Na verdade, acabaram por só o comer no dia seguinte quando acordaram para não irem para a cama muito excitados.
Mas foi um bom momento. 
Troquei alguns alimentos de uma receita básica, por mais saudáveis, e fiz muito rápido na Bimby. 
Ficou maravilhoso.
Encontrei este açúcar mascavado Sidul com Stevia, o que me permite imitar a minha avó em versão mais saudável. Foi a única marca que encontrei no mercado. A Sidul tem uma linha inteira de açúcares escuros,  o que é uma boa alternativa ao açúcar branco, visto que são mais húmidos e aromáticos e, por isso têm resultados diferentes nas receitas finais, dando mais sabor e aroma às receitas.
Este tipo de açúcar permite-me fazer doces com metade das calorias, para a mesma quantidade de açúcar mascavado tradicional.
Sabiam que o extrato das folhas de Stevia é 200 vezes mais doce do que o açúcar, mas...  good news: contém zero calorias! 
Também usei dois paus de chocolate com Stevia para o recheio [porque eles amam bolo com recheio] e troquei as farinhas convencionais por farinha de côco e de arroz. Podia em vez do chocolate ter posto alfarroba ou tâmaras, mas não tinha em casa e, como devem calcular, eles amaram assim.
[Deixo receita em baixo.]
Espero que vos pareça tão bem quanto nos soube.
Receita [bolo de cacau dos afetos]

Para o bolo:
1 xícara de óleo de coco
1 xícara de açúcar mascavo Sidul com Stevia
2 xícaras de farinha de côco
2 xícaras de farinha de arroz
1 xícara de cacau ou alfarroba
2 colheres de chá de linhaça dourada
3/4 de litro leite de arroz
1 colher de sobremesa de fermentoPara a cobertura:
2 paus de chocolate de cozinha com stevia (ou alfarroba)
¼ de copo de leite de amêndoa 1 colher de sopa de óleo de côco 
Preparação:
Deixe a linhaça de molho em água durante 10 minutos. Enquanto isso, misture o óleo de côco e o açúcar numa panela no fogão ou na Bimby. Adicione a linhaça escorrida. Bata tudo bem. Vá acrescentando as farinhas aos poucos e deixar incorporar tudo numa massa uniforme. Quando estiver pronto acrescente o cacau e misture bem.Por fim, junte o leite de arroz e o fermento. Pode precisar de ajustar as medidas.  Unte a forma com óleo de côco e coloque no forno, durante uns 40/50 minutos. Para a cobertura, é só  misturar tudo numa panela ao lume até formar uma calda. Pode acrescentar mel se gostar.

Esta receita é da minha autoria (inspirada com o que aprendo por aí) mas podem encontrar outras receitas maravilhosas e alternativas mais saudáveis aqui



Sem comentários:

Enviar um comentário