menu-topo

A força de acreditar. [Aqui estou 2018]

terça-feira, janeiro 02, 2018

Este é um post de esperança. 
Porque sei que acreditar não é tudo, mas que se não o fizéssemos, o bom era mau, o mau era péssimo. E que quando o fazemos ultrapassamos as barreiras mais difíceis, aquelas que não imaginávamos conseguir. E que se acreditarmos, metade do caminho está feito. Depois é trabalhar. Com força!
Em pequena procurava [literalmente] um trevo de quatro folhas. Quando via um molho deles, ficava horas a pensar que talvez fosse digna de encontrar um. Obviamente nunca aconteceu. E assim foi pela vida fora. 
[Hoje viu-os outra vez e mais uma vez esperei descobrir um. E depois percebi que já o descobri há muito.]
Fecharam-me muitas portas. Nunca desanimei. Quer dizer. Desanimei por momentos mas depois voltei a encher-me de esperança e erguia-me.
Ia furando por aqui e por ali. Descobrindo alternativas, talentos. Reinventei-me mil vezes.
Depois chegavam outros, do nada, que num piscar de olhos [e sem esforço] me passavam à frente. Ou porque tinham amigos, ou porque partiam de onde eu há muito tinha começado.
Gente que [ao contrário de mim] não precisavam de transpirar muito para chegar mais longe. Sorte a deles.
Ficava obviamente triste. Magoada. Esperei muitas vezes que as portas se abrissem de par em par para eu entrar sem cansaço. Mas não. Tive de suar, batalhar, superar o desalento.
Mas nunca desisti. Acho que o segredo foi acreditar.
Fecharam-se imensas portas e eu, num grito, pontapeei várias as janelas, na esperança que alguma se abrisse para mim. Aconteceu. 
E este é o meu objetivo para 2018.
Seguir o meu caminho. Olhar em frente e guardar só o que é bom de guardar. 
Percorrer sempre o trajeto original, verdadeiro, positivo. Rodear-me de coisas boas. 
Olhar para cima para ver o céu, ver mais longe, e estar atenta ao que piso, ou a quem posso pisar. Fazer acontecer o tempo. Guardar o que sobra para fazer nada. Não me magoar com quem me magoa. Viver com atenção ao bom e ao meu. Acreditar! 
Beijinhos a todas e o melhor dos melhores de 2018.
Obrigada por tudo. A vocês, que sempre acreditaram! 
Kit [farda de 2017;)] Vintage Bazaar
Mochila Parfois
Carrinho Chicco










6 comentários:

  1. Bom ano querida Rita! Acreditar, sempre!!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Um Ano Maravilhoso....e acredite! Sempre! (eu vou fazer o mesmo também....vou acreditar que em agosto estou a concluir uma grande etapa da minha vida: um doutoramento, que, mais do que o titulo em si, é a garantia que posso continuar a fazer o que gosto: ensinar!! Continue a dar-nos os bons dias! Obrigada!

    ResponderEliminar
  3. Obrigado Rita.
    Amei o texto e...transcrevi uns pedacinhos para a minha agenda (...espero que não fique aborrecida... ).
    Para ler e reler muitas vezes,sobretudo quando estiver mais frágil e a...desacreditar.
    Desejo-lhe o melhor para 2018,saúde e muitas alegrias!

    margarida

    ResponderEliminar
  4. Como eu sinto e compreendo muito do que está escrito neste post. OBRIGADA, por escrever de coração e com verdade, ajuda quem está na mesma situação.
    Perseverança e trabalho, aos poucos também estou a chegar onde quero.
    Um 2018 maravilhoso

    ResponderEliminar
  5. Adorei o look. E não há nada melhor do que sermos nós próprios.
    Um beijinho grande*
    Vinte e Muitos

    ResponderEliminar
  6. Mais palavras do bem, que vão parar direitinho dentro do coração, a pedacinhos que estão (ou estiveram) mais frágeis...
    Nada como sermos nós próprias...
    Nada como nos permitirmos ser nós próprias...
    Nada como acreditar, mesmo quando nos querem fazer deixar de acreditar...

    Mais uma vez fotos que me fazem sonhar (como sempre) e me transmitem sonho e calma...
    Beijinhos!

    ResponderEliminar