menu-topo

Os meus 7 truques para poupar em 2018

quinta-feira, janeiro 04, 2018
Acho que já vos contei que o que mais me assusta na questão de ser trabalhadora independente é não ter um ordenado fixo ao final do mês, depender apenas de mim, e ter de ser muito organizada. Esta última parte é dramática. ;)
Faturar, cobrar, pagar (segurança social, IVA,, etc)... Prever tempos de descanso, de férias, o pé de meia para a reforma. 
O futuro! O futuro??? 
Todo um novo mundo na minha vida que não existia até então e que me faz palpitar o coração.
Apesar de tudo, tenho aqui dois grandes pesos que são difíceis de contabilizar em dinheiro que é:  tempo e felicidade
E estes dois compensam [ufa!] aquele deitar na almofada em que penso: E amanhã? E amanhã como será?!
A minha forma mais eficaz de prever o futuro está na poupança. 
Tudo onde puder poupar vai ser um trunfo para os meses em que possa estar mais aflita.
E então partilho convosco as minhas ideias para encher o mealheiro em 2018. [Ou pelo menos não o deixar vazio... ;)]
1. Planear e prever
Esta é a chave de toda esta ideia e onde tenho de melhorar muito. 
Planear refeições, passeios, férias, gasolinas, ATL's', atividades, custos fixos, custos variáveis... 
Onde tenho mesmo de gastar e onde posso não gastar.
Ter listas com tudo o que preciso escritas e não fazer compras por impulso. Pedir vários orçamentos. 
O frigorífico é outra fonte de poupança. Não deixar estragar, não comprar a mais, é um bom dinheiro que guardamos. Aproveitar promoções, mas só para o que realmente usamos. Não vale a pena sermos uns caça-prmoções para depois comprarmos algo que nunca compraríamos. Isso é só estúpido.
temos de também prever gastos extra e estar preparados para eles. Arranjos do carro, acertos de eletricidade, etc...  [Por exemplo há bombas em que aos fins de semana são mais baratos, e quando há talões de desconto é atestar ;)]
2. Cortar no supérfluo. 
Vi que às vezes gastava dinheiro em coisas que não me traziam tanta alegria assim. Pequenas coisas que, juntando, ao fim do ano dão muito. Cafés, lanches, pequenos almoços, tipo daqueles que tomo a correr e sem companhia. Mais vale fazê-lo em casa [e quase sempre já o faço] e poupar esse dinheiro para ocasiões realmente especiais. Outra coisa que tive mesmo para fazer [por vários motivos] foi deixar de ter televisão em casa, mas o meu período de fidelização só acaba em 2019. 
Sei que é uma medida drástica mas nós, pais, já só vemos netflix e a eles não lhes fazia mal nenhum não ter. Teríamos só net. Um assunto que fica pendente até ao próximo [Só tenho pena de perder o FOX Life].
3. Coisas em segunda mão. Comprar e vender.
Há muitas coisas que não me faz confusão comprar e que servem para o efeito. 
Máscaras, pranchas, skates, material para desporto, roupa dos miúdos para a escola, batas, camisolas, casacos... enfim. 
Há lojas em segunda mão que até têm produtos a estrear e eu adoro. 
E vendermos o que não usamos é um grande truque para fazermos uns trocos e para libertarmos espaço em nossa casa.
4. Renegociar contratos
Depois das fidelizações [ _______ espaço para palavras menos bonitas] podemos renegociar. Se não nos favorecerem, podemos sempre procurar melhores condições no fornecedor ao lado. Experimentem.
5. Reciclar
Muitas vezes compramos novo quando podemos reciclar o mais velho. E o velho é o novo preto. ;)
Eu amo reciclar. E quando digo reciclar digo também fazer coisas que parecem esquecidas como arranjar, apertar, remodelar. Ou seja, em vez de uns sapatos novos levar os velhos ao sapateiro, forrar um sofá se ele for bom, etc...
6. Pôr algum dinheiro de lado.  
Para eventualidades. E para que o meu coração não palpite tanto.
7. Descobrir o grátis 
Há muitos programas a custo zero que nos fazem, igualmente, ou mais felizes. Passeios na praia, no campo, na serra, piqueniques... ou mesmo que não sejam de graça, mais baratos, e um programaço principalmente para miúdos como andar de comboio, elétrico, etc..
Em vez de irmos jantar fora e pagarmos pela família inteira, ou pelo casal, convidarmos para jantarem em nossa casa. É mais íntimo e vamos conseguir fazê-lo por muito mais barato.
Espero que vos seja útil.
Um feliz 2018 com todo o meu coração.


5 comentários:

  1. Boas dicas e sempre com uma atitude tão positiva e querida. Um grande beijinho Rita.
    P.S. Amei a foto, tão linda! ;)

    ResponderEliminar
  2. Gostava de a informar que grande parte dos canais de televisão que eram pagos já são livres. Existe uma forma de pesquisar na televisão que os detecta. Cá em casa já temos Panda à. alguns meses a custo zero e muitos mais. Foi o marido que programou mas tente informar-se e faça.

    ResponderEliminar
  3. Óptimas dicas. Programar refeições é sempre bom. De dois bifes cortar em fatias acrescentar cogumelos e um arroz... Está feito. Para mim sopa e fruta é o principal. Os lanches das crianças feitos com produtos caseiros. Chás, sumos naturais, uma papa de fruta, bolachas caseiras na bimby...uma garrafa de água no autoclismo, usar a água do banho enquanto não está quente e pôr num balde, para regar plantas, limpar o chão, manicure feita em casa, andar com um snack na carteira para evitar parar num qualquer sitio para comer, usar guardanapos sempre de pano, não comprar papel de cozinha,estas são algumas coisas que fui aprendendo... Boas poupanças. Sempre com as fofinhas! Feliz 2018
    Margarida

    ResponderEliminar
  4. Gostei das suas dicas... algumas já as faço outras são novidade. Obrigada

    ResponderEliminar
  5. Gostei das suas dicas. Algumas já as pratico outras são novidade. Obrigada

    ResponderEliminar