menu-topo

E se eu vos "morresse", fofinhas?

segunda-feira, fevereiro 05, 2018
Estive 8 dias sem vir aqui.
Estiveram todos doentes de seguida. Primeiro a Madalena, depois a Maria, agora o Duarte.
Mais trabalho e outras coisas para resolver e passaram 8 dias sem vos escrever uma palavra.
E, na verdade, não houve um dia em que me deitasse descansada.
Sinto que vos estou a falhar. Que vos devo atenção ou pelo menos uma justificação.
Como se faz aos amigos.
Penso muitas vezes nisto: E se um dia eu deixar a minha vida online? 
Será que vocês sentiam a minha falta? Que se lembrariam de mim, de algum post? 
Se pensariam se estou bem? Como estão os meus filhos? O Buddy?
Será que tantos anos de partilha vos deixaram ligadas a mim?
Desejariam a minha felicidade?
Guardariam para sempre um carinho por mim? 
Deixar-vos-ia algo de bom? Inspirei-vos?
Com que temas vos marquei mais?
E como gostariam que o fizesse? Seria um anúncio, ou deixaria-me morrer lentamente, silenciosamente? Como fizeram outras bloggers que já cá não estão? [Cá digo, na net. ;)]
É bom pensarmos no nosso fim para alinharmos o presente. 
Descansem que não vou já. Talvez não vá nunca. Talvez isto seja mesmo parte da minha vida. Mais frequente ou mais ausente mas aqui, até sermos velhinhas. ;)

10 comentários:

  1. Iria fazer imensa falta, é um prazer ler o que escreve.
    Percebo que não deva ser fácil escrever aqui diariamente mas... os seus post são inspiradores.

    ResponderEliminar
  2. Concordo plenamente. Faz nos falta essa partilhar. Obrigada por isso. E continue assim����

    ResponderEliminar
  3. Obrigada Rita pela sua inspiração! claro que faz-nos falta! =)
    bjos doces

    ResponderEliminar
  4. Passei por cá todos os dias esta semana e achei estranho, o que escreve é inspiração.
    Continue.

    ResponderEliminar
  5. NÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOO! Deixa-te estar connosco.Claro que sentimos falta, mas sabemos que a vida é corrida e que nem sempre se pode chegar a todos os lados. Continuaremos por aqui, sempre à vossa espera.

    ResponderEliminar
  6. Como é lógico, a Rita iria fazer muita falta! <3 Já a leio há uns aninhos valentes e adoro a maneira como vê a vida, como dá valor às coisas simples da vida.
    Recordo quando estive consigo na feira do livro do Porto em 2012, ainda estava grávida da minha C.. Ia com o seu livro (que tinha gostado tanto de ler), à sua procura e gostei muito da nossa conversa. Um grande beijinho. <3

    ResponderEliminar