menu-topo

3 mudanças em mim.

segunda-feira, julho 23, 2018

Estas férias foram espetaculares. Estivemos juntos e com tempo uns para os outros.
Estava muito a precisar de parar, de me centrar e de traçar algumas mudanças que o meu corpo e mente me pediam há muito. 
Desde que fiz o detox com a Filipa Muchacho, acabei por descambar um bocado. Voltei ao pão, ao queijo [muito], e acabei a estragar o que me estava a fazer sentir tão bem.
Para além da mudança física, senti que a minha cabeça também estava (e está) a pedir um novo rumo.
Na verdade, trabalhar em casa e ter filhos é exigente. Senti que a minha atenção andou sem rumo, só a apagar os fogos que iam surgindo. Não me queixo da minha decisão. Sou aliás super agradecida. Mas é preciso alinhar muitas coisas para que, daqui para a frente, consiga conjugar tudo sem sentir que estou a correr uma maratona.
Começa na alimentação, passa pela forma como organizo a minha vida e termina, obviamente, na minha relação com todos.
Por coincidência, nestas férias levei três coisas para ler para a casinha no meio do Alentejo onde estivemos tão bem [e tão sós.]
Não escolhi muito. Eram coisas que tinha posto de lado para me dedicar quando tivesse tempo.
Sem perceber as três mostraram-me um caminho. O que neste momento faz sentido. Se vou virar vegetariana? Se nunca mais vou dar um grito a um filho? Se vou ser tão organizada como desejo?
Não faço ideia. Mas partilho com vocês o que me fez tão bem.

1. Joy Planner
Se têm a Tribo de verão saberão do que estou a falar. Comecei hoje, regressada de férias, a preencher esta agenda, depois de a interiorizar.
Nestas férias pensei no pouco tempo que tenho para os meus e para as minhas coisas. Fora trabalho, quanto tempo bom dedico por dia a mim e aos meus?? 
Somos 5 cá em casa + cão. 1 hora para mim e para o que eu gosto de fazer. Eu não tenho uma hora por dia para dedicar a cada um deles... Nem para me melhorar a mim... Conseguirei organizar-me melhor de forma a rodear-me do  que traz alegria, bem estar e crescimento!? E  se conseguisse trazer esta forma de pensar e de estar para o meu dia a dia e trabalhar a direcção e o foco?!
A Rita Sambado da EUS School pensou isto mesmo bem. 
Com esta agenda trabalhamos o que nos nutre, o que nos inspira e os aspetos que queremos acordar em nós.  O Joy Planner ensina-te a ligares-te diariamente ao que há de mais sagrado e autêntico em ti.
Estou a amar descobrir-me. 
Pode adquirir-se aqui

2. Caminhar com Peety
Não é só um livro sobre um cão e o dono. Eric era obeso, pesava 150 kg.
Sofria de obesidade, depressão, tensão em valores altos e diagnóstico de diabetes tipo2. 
Um dia (vejam o vídeo) o médico disse-lhe que só tinha 5 anos de vida no máximo. Uma situação fê-lo querer mudar de rumo. Procurou uma naturopata, passou a vegetariano e ela aconselhou-o a adotar um cão abandonado.
Aí encontrou o Peety, um cão obeso e triste, que virou um atleta feliz (perdeu 11kg). Hoje Eric (perdeu 70kg) é uma personalidade e corre maratonas.
É uma história real, apaixonante e inspiradora.
Já tinha há muito tempo diminuído o consumo de carne. Nestas férias ainda não toquei. Não é fácil porque nos nossos sítios de férias que dizem ser vegetarianos não o são verdadeiramente. Servem uma salada. Vegetariano (na verdade acho que gosto mais da linha macrobiótica) é mais que isso e nem sempre é fácil mantermos o nosso rumo.
  Também não toquei em pão, nem em queijo. Sinto que não me fazem bem. Já desinchei em poucos dias. Mas é um todo.
Aconselho mesmo muito este livro para quem quer mudar a alimentação. [E um cão para quem procura um amigo e companheiro que o vai ajudar a sair de casa e a lutar pelos seus objetivos.]
Livro aqui.


3. Berra-me baixo
Já é um clássico mas sabe sempre bem rever e recordar. É um livro, da Magda Gomes Dias, de transformação na relação com os nossos filhos. Muito prático com casos, conselhos e exercícios práticos.  São 21 dias, quatro semanas, para deixarmos de berrar com os nossos filho. Na verdade acho que vai para além dos berros. 
Ajuda à construção dos pais que queremos e devemos ser. Ficamos mesmo com vontade de mudar a nossa forma de interagir com eles e a sentir que faz sentido e que todos melhoramos.
À venda aqui.


2 comentários:

  1. Este é de longe o blogue onde mais aprendo. A Rita é uma inspiração. Faça mais destes. Adorei!

    ResponderEliminar
  2. A Madga Gomes Dias é uma inspiração! Fiz com ela a Pós-Graduação em Parentalidade e Educação Positiva e foi maravilhoso. Altamente recomendado (o curso, os livros ;). Obrigada por esta partilha. Vou espreitar o livro, "Caminhar com o Petty".

    ResponderEliminar