menu-topo

Como o digital mudou a minha vida.

domingo, setembro 02, 2018

Este foi o desafio que me lançaram. Contar de que forma o digital mudou a minha vida é voltar ao tempo em que nasceu este blogue e em que me sentia encurralada em termos de criatividade na minha profissão.
A vida tinha-me empurrado para uma área que não era muito o meu género. Tinha vindo dos programas onde podia dar largas à minha imaginação para fazer as peças. 
Muitas vezes fazia omelete sem ovos nas reportagens de um programa que se chamava Caras Notícias. Gostava dessa azáfama. 
Dava-me algum estímulo o fazer nascer uma coisa do nada.
Entretanto fui de baixa de parto da minha primeira filha e quando volto esse programa tinha acabado.
Fui parar à informação e aos temas de política, economia, saúde, etc, que não tinham nada de fantástico para mim... 
Vivi muitos anos assim porque tinha filhos pequenos, uns colegas impecáveis e a SIC era uma família. Mas sabia que estava no lado errado.
E foi assim que nasceu este blogue, e, com ele, toda uma nova oportunidade. 
Passei para o mundo digital e as portas começaram a abrir-se, ainda que não me tivesse sido tão óbvio na altura como agora a distância me mostra. 
Parecia que vivia duas vidas. A da informação onde era aquela Rita mais séria (que ainda não sei se existe) e a do blog, onde podia escrever de forma criativa, sem barreiras, nem espartilhos. 
Com isso, acabaram por me passar, na redação, para o digital, onde, em 90% do tempo, podia finalmente, abordar todos os temas que me interessavam: maternidade, histórias de vida, pessoas, arte, emoções. Tudo!
Esses temas eram quase sempre os mais visitados do dia no site da SIC. 
E eu voltei a sentir-me feliz na minha profissão e confiante também para enveredar pelo meu caminho a solo.
Quando me falaram do INCoDe.2030 lembrei-me de todo este percurso e de como o digital foi importante na minha vida. Esta iniciativa de levar formação à população de forma a que se encontrem novas saídas profissionais e oportunidades pode mudar a vida de uma pessoa. E ainda há tanta gente em Portugal que nunca se sentou à frente de um computador, que demora tempo a mais a resolver problemas burocráticos e que desconhece as vantagens que há em serviços online.
Adorei esta iniciativa que tem como objetivo a inclusão, a formação, qualificação, especialização e investigação. E que me fez recordar o meu percurso e dar valor à oportunidade que foi o digital na minha vida. 
#incode.2030



Sem comentários:

Enviar um comentário