Comer a crise! #1#

Tempo de leitura: < 1 minuto

Não sou vegetariana, nem macrobiótica, nem nada disso…
mas preocupo-me muito
com a qualidade dos alimentos que hoje ingerimos.
Odeio pagar mais para NÃO ter químicos
e amava que mais pessoas comessem biológico,
para que este se torne comum e, por isso, mais acessível.
(Não devia ser normal?!?)
Já se sente um crescimento neste sentido
 e já não é um horror
voltar a comer maçãs tocadas,
legumes pouco reluzentes
e carne e peixe sem porcarias para engordarem
e renderem mais…
Realmente, as prateleiras dos supermercados
andam muito bonitas.
Tudo brilha, tudo tem o mesmo tamanho,
não há nenhum defeito (aparente) por ali…
Mas para se conseguir esta aparência,
químicos e modificações genéticas
são aos molhos!!!
(Que raio de gente se lembrou que
o aspecto deveria ser um requisito!!!)
Poupar na comida é quase sempre a única alternativa
para salvar a contabilidade da família,
mas também é um erro.
Por isso, ando numa pesquisa de como alimentar bem a minha família,
com qualidade, e sem gastar imenso dinheiro.
E por isso venho aqui deixar umas dicas.
Hoje é a carne!
O Ser Humano não precisa de tanta carne como consome.
(Principalmente, nós Portugueses.)
Ora que as lentilhas
são uma ótima opção para ir alternando.
São divertidas para as crianças, dá para fazer no forno, guisadas, estofadas, em saladas, na sopa, em croquetes…
Se cozer demais, viram puré!

Tem 22 a 25% de proteínas.
É rica em vitamina A, tiamina (B1), riboflavina (B2) e sais minerais, como cálcio, ferro, manganésio, potássio, fósforo, zinco e enxofre.
Nutritiva, pouco calórica (ao contrário do que se diz das leguminosas)  e a mais digesta de todas.
Interessou?!

1 thought on “Comer a crise! #1#

  • De facto a alimentação também me preocupa, pelo menos a do meu filho! Apetecia-me por vezes mudar-me pro campo e cultivar os produtos, aqueles naturais…mas não pode ser. Resta-nos pagar um pouco mais se quisermos ter produtos biológicos.
    Felicidades para a mãe e para o filhote

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *