Mentes tacanhas para mamilos de todas as formas…

Tempo de leitura: 3 minutos

Há muito tempo
– desde que saiu esta notícia –
queria dar a minha opinião…
E, olha, aqui vai!
Amamentar é uma forma tão natural como:
A sua sede!
Como Nascermos
Morrermos
Respirarmos
Lavarmo-nos
VERDADE?!
Aliás!
Se nascêssemos em África,
ou se a crise  um dia nos levar para
uma condição de fome profunda
– diabo seja surdo –
a amamentação vai ser a única saída de muitos bebés.
E, quase que aposto, que de muitos adultos…
Se estiverem a morrer à fome e à sede
não acredito que recusem esta iguaria…
As vacas e as cabras dão leite,
e estão no campo de peito ao léu
e toda a gente bebe ou já bebeu o seu leite.
A égua amamenta o potro nos prados
e por aí fora…
Chama-se NA-TU-RE-ZA!
É verdade que em crianças, 
nós alimentávamos os nossos bonecos a biberão.
Mas foi graças a excelentes campanhas de marketing,
agora já abandonadas pelas próprias marcas de leite
que são as primeiras a dizer
que a amamentação é a forma melhor e mais natural
de alimentar o bebé!
Se acho bonito ver maminhas de fora
em espaços públicos ou meios que não sejam privados?!
Não acho! Gosto da fraldinha a tapar.
Mas o que há de tão estranho
numa menina a fingir que é mãe?!

A polémica (?!) começou nos Estados Unidos,
– where else?! –
sítio onde conseguiram mesmo
cancelar a campanha
com a alegação de que
 estimula a sexualidade infantil.
Sim, sim… Muitos dos predadores sexuais de hoje em dia
deram de mamar a bonecos em criança!!!
Isto é de doidos!
Mas acham que os seios são só para pôr grandes decotes,
adorná-los com silicone e incomodar-nos no jogging?!
Ah! Afinal têm outra funçãozita!

Em Portugal, também chegou a ser analisado
num programa de tv
 
(sim, sim, isto foi objecto de um estudo profundo)
e fiquei
– absolutamente – surpreendida
quando vi que o único a defender este bonequinho querido
foi um homem,
salvo erro um daqueles psicólogos que costuma ir falar de problemas.
O problema está nas mentes perversas
que vêem mamas (ehhhhh)
em vez de verem amor e saúde.
Vocês já me conhecem.
Eu não sou fundamentalista!
Cada uma manda na sua maminha como acha que deve ser.
Uma mães não querem, outras odeiam,
outras gostam mas não têm paciência, ou tempo,
outras sofrem e dão, outras sofrem e não dão,
outras amam,
outras têm de fazer uma cura psicológica
para deixar quando percebem que o filho
já sabe fazer contas de multiplicar!
A decisão é de cada uma
(neste caso de cada duas).
Com a informação de hoje em dia,
já se sabem as vantagens das duas hipóteses
e também já se sabe que o prato da amamentação
é bastante mais pesado em termos de benefícios.
Mas também pode ser pesado
em termos de liberdade,
de dor, de simples impossibilidade ou vontade.
LET IT BE!
 
Agora… Sexual?!
Observem bem a menina a dar de mamar ao seu ”filhote”
1. A menina não se despe.
2. A menina até tem de vestir um colete
– bastante discreto aliás a comparar com a copa que adquirimos nesta fase –
2. A menina aprende a pôr o bebé a arrotar
3. O bebé está a sugar no mamilo artificial, não é o mesmo que lhe acariciar os seios
4. A menina aprende a adormecer o bebé
Aqui entre nós, bem falta me fez uma liçãozinha destas.
– se viesse acompanhada de tratar do umbigo,
não sofrer nas vacinas e
como adormecer rápido nas horas vagas, top! –
Perceber que o biberão é só para quando não dá ou não se pode.
E até que dar de mamar é bastante mais normal do que algumas cabeças.
Se todas as meninas ”brincassem” muito à amamentação ela não seria
um problema tão grave e difícil como tantas vezes é!
 
Isto vos digo!
 
O problema, quase sempre, está no preconceito.
E na falta de informação e… de prática!
A minha filha ”amamenta” os seus bonecos!
Esta é a verdade.
E eu considero que é uma opção muito inteligente.
E oferecia-lhe (na boa) uma ajude destas!

Acham assim tão chocante?!! 
 
 

9 thoughts on “Mentes tacanhas para mamilos de todas as formas…

  • É assim mesmo rita! Concordo plenamente com o seu comentário. Não há nada mais natural que a amamentaçao e é fantástico que as crianças saibam isso desde cedo! Como é possível que vejam malicia numa coisa destas? Muitos beijinhos e parabéns pelo seu trabalho, sou mãe de duas crianças e acabei mesmo agora de dar de mamar ao mais pequenino que tem 9 meses. A mais velha tem 4 anos 🙂

  • Concordo com a sua opinião mas eu também acharia "estranho" se a minha filha andasse na rua a "amamentar" um boneco. Não sei, acho esquisito! Mas, volto a dizer, concordo consigo, quando fala nos preconceitos e no que ensinaria as crianças, futuras mulheres e mães.

  • Pois eu sou muito defensora da amamentação, ainda amamento (17 meses). Evito amamentar fora de casa, mas se tiver de ser é …tb tenho alguns preconceitos.. que vergonha!!
    Não gosto muito deste boneco nem sei explicar porque acho que aquela flor não está lá a fazer nada.

  • Olá Rita, também não vejo qualquer problema nesses bonecos, eu mesma em criança o fiz com os meus carecas e inclusive punha das ainda fraldas de pano e foi com eles que aprendi a fazer as dobras e prender com o alfinete dama, coisa que agora já não fazemos!
    Eu dou somente mama ao Gustavo e com todo o gosto, é um momento só nosso! Ontem ele fez 2 meses, hoje experimentei dar-lhe do meu leite num biberon (tive de tirar de noite porque o peito estava muito rijo). Primeiro pegou, depois estranhou e resmungou mas acabou por pegar intercalando com a mama. Não é que queira deixar de dar na mama, até porque acho dolososa a extracção com a máquina (dá-me cabo dos mamilos) mas assim posso me ausentar mais tempo e o pai também pode ter a experiência de o alimentar, assim como os avós!
    Ainda sobre a boneca, um dia vi um comentário do psicólogo Quintino Aires que goste muito. Era sobre o facto de as crianças do sexo masculino também deverem brincar com bonecas. Isso ajudaria-o a no futuro terem mais responsabilidades, pois aprendem a tomar conta e a fazer com os bonecos como se fosses com os filhos de verdade! e isso não os torna homosexuais!

    Beijos,

    Catarina

  • O meu filho vai a caminhos dos 18 meses e ainda amamento.
    Mas a mim não me choca porque a sociedade americana é assim mesmo, preconceituosa! Preconceituosa em tudo! Deve ser por isso, por tantas proibições, por tantos estudos que são a sociedade perfeita. NÃO, NÃO O SÃO! Nem devem ser exemplo para ninguém!
    Conheço uma moça que lá vive e sofre para caramba, com os preconceitos e as falsidades daquela malta.
    Se a sociedade educar as suas crianças para a amamentação, para o que é realmente natural, as coisas deixarão de chocar.
    Eu dou de mamar onde tiver de ser, com ou sem fralda a tapar. Nunca fui alvo de olhares maliciosos, nunca me senti mal.
    Acho que depende de cada pessoa.
    Beijos

  • Amamentei a minha filha até aos 22 meses. Mas sinceramente tudo tem o seu tempo. Acho desnecessário toda esta propaganda ao LM. É uma coisa natural e parece um bicho de sete cabeças. No meu tempo os nenucos bebiam leite do biberão.. e não foi por isso que me estimulou mais a dar de mamar aos meus filhos.. o que tem de ser será!

Responder a sandra barradas Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *