Se eu mandasse…

Tempo de leitura: < 1 minuto

…nenhuma criança seria acordada do seu sono.
Nenhuma criança seria arrancada da sua cama à força.
Nenhuma manhã era feita à pressa, com stress e pressão.
Não havia um único grito ou zanga.
Se eu mandasse, eram proibidos bebés antes das 10 da manhã
em transportes públicos.
Se eu mandasse, o horário das mães no trabalho
dependia do acordar dos bebés.
Se eu mandasse, nas escolas não haviam faltas
ou ter de entrar até às tantas horas ou a porta fecha.
Se eu mandasse, podia brincar-se de manhã,
fazer casinhas de bonecas e pistas de carrinhos.
O pequeno almoço era em
piquenique com toalhas de quadradinhos no chão da sala,
leite a imitar chá e pão a fazer de bolinhos deliciosos.
Se eu mandasse, nenhuma mãe ou pai
seriam privados de ver os seus filhos acordar
e de os abraçar ainda estremunhados.
Se eu mandasse – coisa que não sei –
havia mil beijinhos, havia tempo,
havia paz!

O Socorro! Sou mãe… também está no Facebook

29 thoughts on “Se eu mandasse…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *