Não sei se já viram o vídeo

Tempo de leitura: < 1 minuto

horrível que se fala no momento. Aterrador para pais, educadores, para o presente e para o futuro.
A ser consentido, é mau na mesma. Talvez seja pior.
Está na hora de se repensar. A educação, a atenção, o amor e o tempo que damos às nossas crianças. Dentro e fora de portas*. Conhecimento não é nada se não estivermos a fazer crescer seres íntegros. De que interessam as notas e as metas curriculares perante isto?! Amor, amor, amor. Para a vítima e para o agressor.

* obrigada Eduardo Sá.

4 thoughts on “Não sei se já viram o vídeo

  • Não vi até ao fim, porque não entendi. Será que há explicação no final?
    É que não consigo descortinar um propósito, uma vantagem, uma experiência nesta atitude e posicionamento perante a vida. E eu não sou daquelas que era uma princesa na adolescência.
    Sinto-me jurássica, porque não entendo.

  • Não percebo, sinceramnete não percebo… Cada vez tenho mais medo do que ai vem. Para o próximo ano o meu filho vai para o 5º ano e eu estou deveras preocupada. Tanto eu, como o pai, acreditamos no respeito pelo outro, na não violência e educamos os nossos filhos segundo esses e outros valores. Tenho deveras muito receio de que a sua ingenuidade e passividade o possam sujeitar a situações semelhantes.Fiquei triste com o que vi e lamento que aconteça cada vez mais entre os nossos jovens, jovens esses que serão os nossos futuros adultos…

Responder a susana Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *