Quebrar o gelo.

Tempo de leitura: 2 minutos
Nesta minha nova ocupação/diversão/correria tenho conhecido imensas famílias.
Umas maiores, outras mais pequenas, umas recentes, outras com experiência.
Nos momentos antes de nos encontrarmos, abate-se sempre em mim um momento de timidez.
Dura exactamente 10 minutos. Desde o momento do olá até ao tempo em que já estou a contar peripécias dos meus filhos e a querer saber tudo sobre a história de vida dos fotografados.
Os homens – ainda não apanhei nenhum contrariado – são os que acham menos piada às sessões. (Se bem que depois adoram receber as fotos!:)) Mas nem toda a gente é igual.
A Raquel está grávida de 22 semanas. Como não vive cá quis recordar o momento da gravidez. (A ver se em Dezembro a consigo apanhar já mesmo na recta final.) Levou o marido para um Pregnant Cruch.
Ele era enorme, mal cabia na máquina ;), e acanhei-me. Desaparecido aquele momento inicial, percebi que ele era de chorar a rir e passei o tempo todo às gargalhadas. Ela, doce, logo ao primeiro olhar. E lindos. Apaixonados (às vezes até estava ali a mais…:)) 
Este é o preview – que lhes enviei à pressa depois de uma vista de olhos rápida – e que me deixaram partilhar convosco! Fiquei feliz porque gostaram mesmo.
– De sessão para sessão sinto que aprendo e cresço e é tão bom;) –
E ainda há muitas mais fotos. Este casal lindo de morrer fez as delícias da minha tarde (e a sorte deste príncipe em calhar ali?!) Foi um privilégio. 
Até Dezembro!
P.S. Ora espreitem as coisas lindas que a Raquel faz no Bazaar das Chitas!
Fotos: Crush

O Socorro! Sou mãe… também está no Facebook

2 thoughts on “Quebrar o gelo.

  • O que mais gosto no seu blog, para além de o escrever com o coração, é a sua capacidade de despoletar em mim sentimentos tão distintos em tão poucos segundos. Ora escreve de coisas tão sérias e importantes, como por exemplo o "Banco de Leite Humano" que me fez pensar naqueles bebés, nas suas famílias e nos profissionais que os acompanham e que sofrem por eles.Como em seguida, nos conta que o fotografado da sua sessão era "enorme, mal cabia na máquina" e me faz rir a bom rir.
    Adorei Rita 😉 beijinho e uma boa sexta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *