Christmas Happy half hour!

Tempo de leitura: 2 minutos
Nas mini sessões de natal opto por não fazer só a foto típica das luzes e efeites. 
Este espaço dá-me liberdade para muito mais. Uma mini sessão quase transformada em maxi, com vários cenários e que serão sempre intemporais. Até porque, pelo que já percebi, são quase sempre são estas que vão para a moldura da sala.
Local: Horto do Campo Grande –  Quinta da Eira – Sintra
Vestido Florzinhas Neck Neck
Vestido Xadrez Zara (coleção antiga)

13 thoughts on “Christmas Happy half hour!

  • As suas fotos transpiram sentimentos… São maravilhosas. MESMO! ansiosa para marcar uma sessão consigo. Continue sempre ��������

  • De uma Rita para outra Rita
    Acompanho o seu trabalho sempre que posso e devo confessar que você tem um talento natural para a fotografia, espero que continue amadora, porque dá outro encanto!!!
    Sinceramente eu nunca fui muito à ''bola'' com os fotógrafos profissionais, acho que as fotos deles acabam por não ser tão belas no sentido em que perdem o que por exemplo as suas transportam (os sentimentos)….
    Continuação de excelentes fotografias 🙂
    Bem Haja,
    Viana do Castelo

  • Rita para amadora você dá cabo de muitos "profissionais".
    Este primeiro comentário só pode ser inveja.
    Sempre adorei e cada vez adoro mais as suas fotos.
    Bj e não ligue
    Catarina Carvalho

  • Oh Meu Deus, LINDO o seu trabalho!
    Tendo sido eu uma família fotografada por si neste local, ao ver esta ternura, fico ainda mais ansiosa por ver as fotos que nos tirou.
    É notório o Amor com que fotografa, o mesmo com que nos recebe!

    Beijinho grande.
    Ana, família de Abrantes (os atrasados que afinal chegaram antes da hora!) 😉

  • Só podia concordar. Cada vez mais este tipo de fotografia tem mais admiradores, e acredito que os profissionais que investem milhares em equipamentos se sintam incomodados. Mas estas fotografias, são um dom, uma arte como qualquer outra e isso vem da alma e não se aprende em escola nenhuma.
    "profissional", "amador"… mania de atribuirmos nomes ás coisas. Somos o que somos. E a Rita é uma excelente fotografa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *