Há um sorriso que é só deles.

Tempo de leitura: 2 minutos

Não vos sei explicar. Tenho um sorriso que vem de dentro reservado só para os meus filhos. É um sorriso doce, algo nervoso e que alcança o corpo todo. É um sorriso que não é meu. É deles. Começa no interior – dizem que vem do coração – talvez se agarre a uma artéria e se espalhe por vários cantos até chegar, dormente, à extremidade da minha boca. Esta afasta-se devagar e faz-me cerrar os olhos, para tentar conter uma lágrima forte, uma só, carregada de emoções, de memórias, de histórias passadas, do futuro. Desde o primeiro momento em que os vi e os cheirei, até às pequenas conquistas que foram fazendo, a tornarem-se meninos, ao que ficou lá para trás. Esta lágrima tem tudo. Aquele dia em que só adormeceram ao peito, e pareciam ter um sorriso, o outro em que o sorriso foi mesmo óbvio, ou quando estiveram doentes e dava tudo para trocar com eles. O primeiro passo, o dia em que disseram mãe, ou quando se conheceram os dois. Tem aquele instante em que apertaram o meu dedo na maternidade [e que percebi que íamos estar sempre ligados por amor]. Tem o dia em que os pus na creche e que esta lágrima acumulou um rio. Tem aquela sensação tão boa de os ver dormir, os ouvir respirar. O meu sorriso tem uma alegria imensa, mas também uma saudade insuportável. O meu sorriso tem força, tem esperança. tem medos. O meu sorriso quer continuar e parar. O meu sorriso não é meu. É deles. para sempre.

Siga o Socorro! Sou mãe e o Crush no Facebook e no Instagram

4 thoughts on “Há um sorriso que é só deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *