A febre das gomitas

Tempo de leitura: < 1 minuto

Eu estava a evitar fazer disto um post, mas não dá mesmo.
Já devem ter percebido pelo nosso instagram que, tal como todas as casas com crianças/pré/e/adolescentes, estamos na onda das pulseiras de borracha. Até fiz um filme sobre o DIY [ao que uma pessoa se arrisca] a pedido de quem nos segue.
Na verdade, não é um feito por aí além. O mundo divide-se agora entre pessoas que fazem pulseiras de gomitas e os que estão a leste.
Temos a prancha mas fazemos à mão, mas saibam que podem usar canetas, um garfo ou uma mola da roupa.   A girl aprendeu em 2 minutos, mas mesmo. E eu tenho acompanhado os seus rasgos criativos e enchido (também) os meus braços de cor.
Sempre é uma boa forma de passarmos tempo em família à volta de uma tarefa e – esquecendo a parte ecológica – parece-me óptimo para o raciocínio matemático. E faz lembrar a febre das borrachinhas de cheiro e folhas queridas. Que maravilha!

A minha preferida é a degrade, que não quero tirar nunca. E até o boy já teve direito a uma em tons de macho. (Mas também já a perdeu). 
Por isso, se fazes parte desta seita, se os teus braços ou de um membro da família parecem arco-íris, se passas serões agarrada a elásticos, se ficam tarefas por fazer porque tens os dedos ocupados, acusa-te! [Somos um clã]!

16 thoughts on “A febre das gomitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *