Baby Madalena e Buddy

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Catarina, uma querida que segue o blog há muito tempo, pediu. E por isso aqui vai um post especial para esta amizade recente entre o nosso fiel companheiro e o recente membro da família.

Para quem não conhece bem o Buddy entenda que ele não vê outra coisa que não a mãe (eu), e que não há criança nesta casa que me faça concorrência. 
Também daí a expectativa ser muita.
O Buddy começou a sentir a Madalena devido à falta de grandes passeios que costumava dar. No final já não conseguia levar cão, dois filhos e uma grande barriga para grandes aventuras.
Mas ele nem se importou. Ficámos em casa a ver séries atrás de séries entre dormidas e fugas à cozinha.
Quando estive na maternidade ele era outra das minhas preocupações e estava certa. Parece que ficava muito tempo à porta de casa com ar muito triste.
Depois voltei, trouxe uma bebé que lhe fazia levantar uma orelha a cada choro. 
Andou intrigado durante muito tempo até que acho que já percebeu.
Não os junto muito para ser sincera. Ela ainda não tem vacinas e ele anda na rua a sujar-se todo. Mas cada vez que lhe ponho os pezinhos dela à frente, fica  um bocado maluco e começa com um role de lambidelas descontroladas. 
Parece-me que vão ser bons amigos!

3 thoughts on “Baby Madalena e Buddy

  • Eu tenho uma cadelinha da raça do Buddy, a Dama e na minha opinião, é uma das raças que melhor se adequa a crianças, são muito dóceis, calmos, quase não ladram e adoram estar na companhia dos donos. Eu sou uma apaixonada por cães, desde pequena que sempre os tive e sou fã da raça do Buddy. Tenho uma amiga que está grávida, no outro dia ela veio a minha casa, a minha Dama fartou-se de lamber lhe a barriga, são muito ternurentos. Beijinhos

  • ADOREI! Cada palavrinha Rita! Obrigada!
    É tão bom sentir esta compaixão pelos cães enquanto membro de família! Adoro!
    Tenho a certeza que serão grandes amigos…

    Beijo grande Rita! (e obrigada pelo texto)
    Catarina

  • Que lindo, Rita!
    Eu fico triste quando vejo mães que se desfazem do filho peludo, quando tem um bebê. Já vi acontecer algumas vezes… 🙁

    Quero ver o andamento dessa linda história de amizade!

    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *