Estava na hora.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Devagarinho começo a organizar a minha nova vida. Abro o dia de rompante para não ceder à tentação da moleza. Visto-me de energia para não corromper os meus sonhos. Sei que vai dar certo. 
Ponho a mesa do pequeno almoço e junto a energia de toda a família. Observo para aqueles por quem mudei e cruzo os dedos atrás das costas. Tento acreditar que vai tudo ficar bem. Deixo-os na escola e mergulho no meu novo calendário em branco sublinhado de possibilidades que se querem reescrever de boas probabilidades. Ataco o computador cheia de ânimo e objetivos. Acedo com fé e comprovo que a minha intuição estava certa. Acerco-me de bons feelings e boas pessoas. Escrevo direito nas linhas ainda tortas, sem me deixar dominar pelas margens das impossibilidades. Não cedo às tentações que se acumulam no sofá, nas séries por ver, na sesta que apetece. Projeto com alegria os planos do meu novo percurso. Trato de mim como quem se prepara para coisas boas. Tenho um caminho a cumprir que não se trava a medos. Agradeço os dias, as decisões e todo o [vosso] apoio. Vai correr bem. 

16 thoughts on “Estava na hora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *