Picadas, mordeduras e outros SOS…

Tempo de leitura: 3 minutos

Podia ser só sol, gelados
e rabinhos em fato-de-banho,
mas não!

Não há verão,
sem senão…
e eles andam aí.
Porque nos nervos da coisa
podemos não saber o que fazer
aqui vai uma cábula
que espero nunca ser necessária.
 
Peixe-aranha
Uma dor do outro mundo.
Estão, normalmente, à beira-mar
 quando por acaso alguém se lembra
de lhe pôr o pezinho em cima
e aí… mostra o seu veneno.
O que fazer?!
Calor.
Água quente, areia a ferver, há até quem use
a ponta de um cigarro
(too much a meu ver!!!)
para fazer desaparecer a dor
já que o calor decompõe
algumas substâncias activas do veneno
e dá cabo delas.
Deve sempre desinfectar e ir ao Posto de Socorros.

Abelha
Pode não ser tão simples como se supõe
se houver alergia ao seu veneno.
Deve retirar-se o ferrão com uma pinça
e, ao contrário do peixe-aranha,
aplicar frio.
Água fria ou gelo.
Em caso de falta de ar,
 ir urgentemente à Farmácia
– para ser administrada uma injecção de adrenalina –
ou às urgências do hospital.
Deve sempre desinfectar.

Ouriço do mar
Dor intensa.
Deve tirar os picos todos,
ajuda se puser o pé dentro de água
para a pele ficar mais molezinha,
e usar limão ou vinagre para ajudar a
desfazer os picos.
Desinfectar.

Alforrecas
Vivas ou mortas NÃO PISAR!!!
E não entrar em pânico se estiver
dentro de água
porque pode levar ao afogamento.
Dor, comichão, e
inchaço local.
Tire os tentáculos presos à pele 
com uma espátula
ou um pau de gelado.
 Lave muito bem com água salgada.
Gelo e se tiver à mão uma pomada anti-inflamatória.
Vinagre, limão, tomate.
Ou xixi
(nojento mas eficaz contra as dores,
dizem os peritos)
Usar creme gordo a seguir.
 Pode ser preciso ir ao hospital
em caso de reacção mais intensa.

 Caravelas-Portuguesas
Muito perigosa.
Provoca queimaduras
dores horríveis
e marcas que se parecem com chicotadas
e ficam para toda a vida.
Procurar ajuda médica imediatamente
Entretanto pode fazer xixi em cima da zona
again!!! –
 
Carraça
Cuidado com a relva!
O perigo é porque como não dão dor,
podem permanecer muito tempo
no nosso corpo sem repararmos
e aí chega a tão falada
febre da carraça.
Procurar nas roupas.
Locais mais comuns de se alojarem
atrás das orelhas,
debaixo dos braços
e virilhas.
Usar algodão com éter
para as tirar e em caso de fadiga,
febre, e pescoço rijo
ir ao hospital.
 
Insecto básico
É comum mas pode chatear,
principalmente nas crianças.
O inchaço demorar mais de uma semana a desaparecer
e dar comichão por vários dias.
Se persistir fale com o médico
para utilizar vinagre
e um um creme anti-histamínico
próprio para o efeito.
Tentar não coçar
Deve ir ao médico
se o inchaço ou a dor forem grandes
e se infectar.
 
Agradeço ao meu marido
– ex-nadador salvador e bodyboarder
a colaboração para este post.
E aconselho-as também a ler este onde
já recolhi outras dicas
for summer season.
 
Boas fériaaaassss!!!
 
 
 
 

11 thoughts on “Picadas, mordeduras e outros SOS…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *