Nothing but the truth…

Tempo de leitura: < 1 minuto
Sei que é Universal.
Por pior que tenha sido o parto
– ou o raio do pós parto –
não há mãe
(e muitos pais)
que não se emocione
quando, vê um nascimento
– às vezes até no National Geographic ;)-
e não largue uma lagriminha
ou fique mesmo lavada em lágrimas.
Por isto,
 é mesmo feliz
a aposta desta marca.
Sem manequins,
sem cenários de contos de fadas…
Com pessoas reais,
bebés reais,
momentos reais
e, assim, muito mais bonito.
(Deixa alguém indiferente?!)
Tudo o que é mau fica para trás,
lembra-nos o que éramos antes da maternidade
e o que ela nos trouxe,
recorda-nos a grande responsabilidade,
fragilidade e emoção desse dia.
Palmas a esta direcção
e fora aos seguros de vida
e porque é que não congelámos as células,
mães de 45 quilos
e sem uma estria…
A verdade, apesar de às vezes ser dura,
é mesmo o mais bonito da vida!
(Estou em posição vénia!)
Vou-vos contar também que a girl ontem dormiu fora
– a seu pedido, claro -.
Foi para casa duma amiga minha
cujo filho anda na mesma escola…
E esperem, o boy também queria ter ficado lá
quando a fui deixar…
Eu, a morrer de saudades,
e a minha amiga diz-me que ela lhe pediu
para ser ela a ir buscá-la à escola…
Queria ir outra vez!!!
Ingratidão!!!
Agora, de volta, já andam os dois
ora aos beijos,
ora aos safanões.
Hoje acordaram às 6h30.
A verdade é esta:
passamos metade do tempo
 a querer que durmam
quando são bebés,
e a querer que acordem
quando são adolescentes,
não é?!
Um beijinho
e obrigada pelas mensagens

(Fofinhasssss!!!)

6 thoughts on “Nothing but the truth…

  • Ingratidão….e quando elas dizem -nos que as mães das outras são muito melhores, e fazem isto e aquilo….E NÓS QUE NOS MATAMOS O DIA TODO!!!São facadas nos nossos corações…..

  • Impossivel não chorar ao ver um momento tão lindo!
    Recordar o momento em que sentimos uma explosão de sentimentos tão grande que parece que não cabe no peito
    …e depois olhamos para eles já mais crescidos e querem dormir fora de casa e já não querem que nós os vamos buscar à escola!!!
    No mínimo é frustante!
    E Rita, prepare-se para o boy lhe pedir, daqui a uns aninhos, para não lhe dar beijinhos à porta da escola!
    Pois é…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *