Uma viagem alucinante em – dolorosos (?!) – 16 dias…

Tempo de leitura: < 1 minuto

É o tempo que demora a chegar uma peça da máquina de lavar a roupa…
Ou seja, regressei aos anos 40 (?!), sabão azul e branco, roupa longe de estar imaculada e uma gigantesca dor nas costas.
Peço-vos uma corrente de solidariedade até dia 22 e se alguém tiver uma história desagradável para partilhar, qualquer coisa parecida com esta, ouro sobre azul!
Um beijinho carregadinho de inveja das vossas máquinas trabalhadoras e que realmente funcionam!

O Socorro! Sou mãe… também está no Facebook

13 thoughts on “Uma viagem alucinante em – dolorosos (?!) – 16 dias…

  • Quando ia para a quinta do meu avo, em carvalhal da louca….Seia. O melhor do dia, era irmos com as empregadas lavar a roupa nos tanques …..davamos mergulhos , brincavamos com a espuma……O pior era a furia da minha avo….Nao havia amaciador de cabelo e o nosso cabelo ficava um ninho!!!ahahahaha que saudades….ja me aconteceu ficar sem maquina…..Rita!Nao sei se ai em LIsboa existe, mas deve haver….soa umas lavandarias automaticas, estilo americano. 10 euros lava e seca a roupa!!!!beijinhos!!!

  • A semana passada tambem foi para a minha mãe… Mas esta não quis abusar… E por mais estranho que pareça, talvez por ser pouco tempo, distrai a cabeca!
    Ainda me converto…;)
    Mil beijos e obrigada
    Mas só escreveram coisas boas!;)

  • Rita… estava eu grávida de dez semanas quando a minha campaínha tocou as 4 da manhã…
    Pensei: deve ser engano!
    Dada a insistencia lá me levantei e quando cheguei ao andar de baixo pus o pé em água 🙂 pois é: a minha maquina linda e maravilhosa não só avariou como inundou a minha casa toda e uma parte da do vizinho de baixo (que foi quem me veio acordar).
    E avariou o elevador do predio pois a água escorreu toda para o poço.
    Resumindo e baralhando: tivémos duas horas a limpar água em casa, tivémos uma semana sem máquina de lavar, mais todas as burocracias do seguro e dois meses (dois longos meses!) a subir a pé para o terceiro andar…

  • Rita my dear, nunca comento, mas isto é imperativo. Leve a roupa casa de uma amiga ( ou da mãe, ou do pai). lavar roupa à mão é tortura!!!
    beijinho

  • Férias na praia, 3 casais com uma criança cada… um apartamento de luxo de 3 quartos.. terraço enorme… mas máquina de lavar roupa não funcionava e não havia tanque…
    Pormenor importante: as 3 crianças estavam a largar as fraldas…zzz…zzz.

    Para o problema em casa, nada como ter uma exelente relação com um vizinho. Tenho essa sorte: quando falhou a luz à hora da janta, atravessei a rua e usei o micro-ondas para aquecer a sopa das pimpolhas.

  • Inverno 2006/2007.
    Gravida do 2º filho, a mais velha com quase 2 anos e eu..bem, a lavar lençóis e calças de ganga na banheira. O pior mesmo acho que era torcer o raio da roupa sozinha ( o marido chegava já de noite) com aquela barriga que não dava jeito nenhum. Foram 3 semanas assim…até dói só de relembrar!
    Abraço solidário.

  • primeiro filho c pele atópica e alergias, lavei toda a roupa dele,lençóis, turcas etc à mão até ele ter um ano! 365 dias!
    boa sorte!

  • Há menos de um mês, terminou cá em casa um terrível período de 3 semanas sem máquina. Somos 5 – 2 adultos e 3 crianças, de 9, 6 e 3 anos. Foi o caos. Todos os dias. Não tenho pátio – lavava roupa na banheira e valia-me a minha santa sogra. Quando me puseram a máquina a funcionar, juro que quase chorei de felicidade – estava nervosa como se estivesse prestes a saber o resultado dum exame decisivo. Depois de tudo isto, quase que nem me custou a pagar 400€ pelo arranjo… Então? Ganhei? 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *