Costa Vicentina – Mood: Ser feliz!

Tempo de leitura: 5 minutos

Estávamos todos a precisar destes tempos em família. Os 4 (+ Buddy, claro).
Estivemos numa Quinta na Ilha do Pessegueiro*. Costumamos ir para a zona, mais para o interior, onde a minha avó tem uma casa de férias que estava ocupada com família e, por isso, só lá fomos de visita. O resto passámos aqui. Entre praia, amigos e animais. Diziam a nossa casa nova e lá a muito custo perceberam que era emprestada. E queriam mesmo ficar lá a viver.
Somos uma família de campo (e praia perto) a viver quase na cidade. Todos sentimos isso. Seríamos felizes. Assim. Os 4 (+ Buddy) e este cheirinho a campo e a tempo mais lento.
Dicas:
Pôrto Côvo: Insufláveis perto da praia que as crianças deliram, o mercado imperdível e com ótimo peixe, pequeno almoço no Marquês, petiscada no Primo Xico e agarrem todos os bailaricos que puderem. 😉
Ilha do Pessegueiro: a tarte de amêndoa do Restaurante da Ilha e o café. Não sei porquê mas adoro o café. Talvez seja a vista 😉
Vila Nova de Milfontes: Foi onde passei férias na minha adolescência e até hoje guardo as melhores memórias. Também tive uma despedida de solteira de uma amiga no moinho da Asneira que adorei. O palhinhas 1 e 2, a Mabi onde ia comer croissants, um restaurante num cais que não me lembro do nome…. Será que ainda existem?
Praias: Todas. Um dia para cada uma. Aivados adoro, Malhão foi onde fomos sempre na parte menos batida em que o carro sofre um bocado, ilha do pessegueiro, praia grande de Porto Côvo. Se forem a São Torpes encostem-se ao lado direito, junto ao pontão. A água é quente por causa da central térmica. Mas, confesso, que escolho sempre as mais selvagens e com água mais mexida. Podem também experimentar uma aula de surf, de padel ou (claro) de bodyboard para se mexerem um bocadinho.
Comer: Agora ando mais out nestas lides porque alugo sempre com cozinha por causa das crianças. Mas continua a fama do Trinca Espinhas, da Vieirinha, e do restaurante antes de chegar aos Aivados, que ainda não provei;)
Espreitem este vídeo que adorei e que nos faz apetecer voltar ir para lá viver.
* havia lamas, de verdade aqui. E uma cabrinha sem mãe a quem a girl deu biberão e deixou todos de boca aberta quando a ensinou a pastar. #webelonghere
UntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledIMG_5380IMG_5382UntitledUntitledIMG_6353UntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledUntitledIMG_5445Untitled

Untitled
Siga o Socorro! Sou mãe e o Crush no Facebook e no Instagram

12 thoughts on “Costa Vicentina – Mood: Ser feliz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *