Ele disse-me que eu era "a pior mãe do mundo".

Tempo de leitura: 2 minutos

Bem sei que isso é sinal de confiança. Ele sabe que eu o adoro sempre e em qualquer circunstância e, por isso, ousa dizer uma coisa aberração destas.
Uma criança que duvida do amor dos pais não irá pôr-se a jeito do que acha que ser uma verdade. Mas uma que está super segura pode dar-se ao luxo de nos ofender assim.
O meu é para lá de confiante. E o que mais me diz coisas destas. À bruta.
Já me disse que não gosta de mim, que quando eu morresse ia poder usar o meu telemóvel à vontade e que queria mudar de família. Tudo coisinhas agradavéis para começar o dia.
É preciso um grande ego para não ficarmos no lodo com estas ofensas. É tipo os comentários anónimos: ignoram-se mas fica sempre cá alguma coisa.
Bem miúdo, é assim:
Quer queiras, quer não, tens de levar comigo. Posso ter falhas, mas dizer-te não também é uma forma de amar. Aliás a uma enorme forma de amar.
Espero também cá andar tempo suficiente para te ver escrever recados (mais) amorosos e daqueles tipo: “deixe-me 10 euros para o autocarro” e até cartas de amor para a miúda que te vai levar de mim. E, já agora, só para avisar é muito provável que o meu telefone (se Deus quiser) morra antes de mim.
PS: I love u.
(Para que te arrependas do mal que me trataste aqui vão os desenhos que me fizeste.)
[Adoro porque escreve como ouve. Viva a vida antes da primária pré acordo ortográfico ;)]

5 thoughts on “Ele disse-me que eu era "a pior mãe do mundo".

  • �� O sentido de humor é uma boa forma de desvalorizar os comentários menos agradáveis dos nossos filhos. A servir vem uma frase do tipo: "Quero a mamã" ou "Desculpa, não era isso que eu queria dizer". Na verdade não é agradável e devemos demonstrar o nosso desagrado, contudo, não podemos esquecer que os nossos filhos são seres humanos e que também têm direito a estarem mal dispostos. Ou seja, não levar tanto a peito. Acredito que como disse, um comentário desses é prova que se sentem amados no matter what. Por fim, quantos devaneios também não aturam os nossos filhos quando estamos esgotada, e sempre nos desculpam ❤

  • Já o meu também diz as mesmas coisas. E que vai ficar zangado… E que gosta mais do pai mas isso nem é preciso ele dizer… E coisas do género. Ah… E também já sabe as letras mas ainda se engana e ainda me pergunta como é que elas se escrevem. Mas conhece as todas. Só que ainda não constrói palavras sozinho…acho que é típico da idade deles. Só nos resta fazer de conta e não nos deixar afectar ( o que chega a ser difícil )

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *